AMARANTE

PIAUÍ

V Simpósio Nacional de Crítica Genética e Arquivologia será realizado de 24 a 26 deste mês

Avatar

Publicado em

PIAUÍ


O V Simpósio Nacional de Crítica Genética e Arquivologia inicia nesta semana, entre os dias 24 e 26, com participação de pesquisadores de todo o Brasil. A programação conta com discussões, conferências, mesas-redondas, oficinas e simpósios temáticos.

O simpósio já conta com mais de 300 inscritos. Os participantes terão a oportunidade de discutir sobre o papel da crítica textual, da publicação de textos e do arquivamento, do processo de criação nas artes, da importância das fontes históricas e da edição crítica como produto final do estudo do manuscrito a ser publicado.

Além disso, o evento também irá expor as abordagens teóricas do conhecimento científico que ajudam a entender o processo criador e arquivístico, dentre elas: História da Literatura, Teoria da Literatura, Crítica Literária, História, Sociologia, Educação, Biblioteconomia e Arquivologia.

Este ano, o evento comemorará os dez anos do Núcleo de Estudos em Memória e Acervo (Nema). A professora Márcia Edilene, uma das organizadoras do encontro, aponta que o simpósio é uma oportunidade para a divulgação das pesquisas desenvolvidas pelo Nema e pela Uespi em todo o país. “Nós tivemos um retorno muito bom. Ao todo, são 240 alunos inscritos em oficinas e 121 em simpósios, para nós é muito importante. Organizamos toda a programação com a intenção de promover uma interação, discussão e conhecimento de novas áreas dentro da crítica genética e arquivologia”, ressalta a docente.

Leia Também:  Raimundo Eufrásio toma posse no TJ e diz que irá administrar sem recurso

A professora Ana Cristina irá participar do simpósio Entre História e Sociologia: Fontes, métodos e processos criativos, com a professora Paula Guerra, da Universidade do Porto, em Portugal. Ela afirma que o simpósio tem como objetivo principal refletir sobre os vários percursos intelectuais e de pesquisa que se aliavam entre os campos da História e da Sociologia.

“A ideia é cartografar a construção do processo criativo que se articula entre a pesquisa e a escrita, mostrando os nós que fabricam o rendado da produção do conhecimento nas ciências humanas”, explica Ana Cristina.

O professor Philippe Willemart, da Universidade de São Paulo (USP), também irá participar da conferência sobre “A inteligência artificial e a crítica genética”. Ele acrescenta que trabalhar com arquivos, decifrar, publicar as versões diferentes de um texto literário ou no caso de objetos de arte, mostrar os esboços, permite salientar os processos de criação, entender os mecanismos da mente ou as maneiras de construir uma obra.

“Os processos de criação decorrem da visão do mundo dos escritores e artistas e de sua integração ou não com o mundo artístico, científico e político de sua época, isto é, de sua inserção ou não no meio ambiente. Em geral, os artistas e os escritores respondendo as perguntas do público, são lidos e admirados quando suas obras sintonizam com os desejos de seus contemporâneos. Às vezes, na vanguarda de sua época, eles anunciam possiblidades de um futuro possível ainda desconhecido”, pontua Philippe Willemart.

Leia Também:  Regina Sousa destaca ações do governo para população em situação de rua

O evento será transmitido por meio do canal da Uespi Oficial. Confira a programação completa das conferências.

Inscrições

O prazo de se inscrever para submissão de trabalho e oficinas já encerraram, mas para ouvintes as inscrições seguem abertas até esta terça-feira (23).

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

PIAUÍ

Piauí Conectado contribui para o aumento do acesso à internet no estado

Avatar

Publicados

em


O Projeto Piauí Conectado, resultado da primeira Parceria Público Privada (PPP) do setor de telecomunicações, já melhorou significativamente a vida de milhares de piauienses com o acesso à internet de qualidade. O levantamento feito pelo suplemento de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) 2019 aponta que a posse de celular entre os estudantes piauienses aumentou de 62,7% em 2016 para 65,7% em 2019. Também cresceu o acesso à internet por meio do aparelho entre essa população: passou de 92,6% em 2016 para 98,2% no mesmo ano.

“Isso significa dizer que, de 607 mil estudantes piauienses, cerca de 399 mil tinham seu próprio aparelho. Além disso, cerca de 392 mil acessavam internet por meio dele. É uma quantidade bastante expressiva de alunos com acesso a mais informação, e isso foi apenas no ano de 2019. Essa pesquisa ainda não mostra, mas 2020 contou com ainda mais avanços”, comenta a superintendente do Programa de PPP, Viviane Moura.

O levantamento diz ainda que, considerando a população em geral, o celular é o equipamento mais utilizado para acesso à internet no Piauí e aproximadamente 99,7% dos habitantes do estado residem em domicílios nos quais o celular foi usado para fazer a conexão. A proporção de residências piauienses onde a internet foi utilizada passou de 52,7% em 2016 para 67,3% em 2019.

Leia Também:  Raimundo Eufrásio toma posse no TJ e diz que irá administrar sem recurso

A PPP com a Piauí Conectado já ligou 101 cidades do Piauí e até o final de 2021 deve finalizar a implantação da própria rede principal por onde os dados de internet trafegam que, nessa primeira etapa, interliga 1,5 mil unidades do estado. De acordo com dados da Anatel, entre 2016 e 2018, o Brasil teve um crescimento de 13,7% no número de cidades com fibra óptica, enquanto o Piauí cresceu apenas 11,2% nesse período. Já entre 2018 e 2020, o Brasil aumentou a cobertura em 22%, ao passo que o Piauí cresceu 125%.

“A PPP também serviu como indutor de investimentos para os provedores privados de internet. Houve uma corrida desses provedores para se antecipar ao projeto, ou para se protegerem, ou para atenderem ao próprio projeto, já que contratávamos muita banda larga deles”, comenta Emerson Silva, presidente da Piauí Conectado. Ele ressalta ainda que, desde janeiro deste ano, através da PPP, a Piauí Conectado passou a ofertar links para provedores de internet.

Leia Também:  Acidente: PRF libera BR-135 em Bom Jesus após 12 horas de congestionamento

Através da PPP, já foram investidos mais de R$ 110 milhões, com geração de mais de 500 empregos diretos e indiretos. A segunda etapa do projeto, que conectará 100% do estado com fibra óptica subterrânea ou aérea, totalizando 224 municípios, conta com proposta de conclusão em 2023. Diante dos resultados positivos, a Piauí Conectado já tem estudos para replicar a iniciativa em outros estados como Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, e foi autorizada a desenvolver o projeto para Acre e Tocantins.

Projetos inovadores conectam o Piauí ao desenvolvimento econômico e social. Em 2018, o Estado do Piauí alcançou um PIB de R$ 50,38 bilhões, registrando um crescimento real de 2,1% em relação ao ano de 2017. O crescimento verificado no estado ficou acima da média nacional e da média dos estados do Nordeste, que foi de 1,8%.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA