AMARANTE

Piauí

Sejus promove palestras sobre práticas agrícolas para detentos da Major César

Avatar

Publicado em

Piauí


Reeducandos da Colônia Agrícola Penal Major Cesar Oliveira participaram, nesta terça-feira (27), de mais um ciclo de palestras com temas relacionados à agricultura e saúde do homem do campo. A atividade teve início na última quinta-feira (22) e contou com uma programação de seis palestras, promovidas pela Secretaria de Estado da Justiça, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

De acordo com o gerente adjunto da unidade penal, Rubens Nolêto, o objetivo principal do ciclo de palestras é levar mais conhecimentos de profissionais que já trabalham com agricultura para os internos. “Os cursos podem ser perfeitamente aplicáveis à nossa unidade, já que a Major César é uma colônia agrícola. Além disso, boa parte de nossos internos é do interior, e eles já trabalhavam com agricultura. Além disso, também ofertamos palestras relacionadas à saúde do homem do campo”, afirma.

O gerente completa que, após os cursos, os reeducandos aplicarão os conhecimentos na horta da unidade penal. “Com esses cursos, eles irão aplicar dentro da unidade e, também, quando saírem do sistema prisional. Tudo isso visando à humanização e reinserção dos internos na sociedade”, ressaltou.

Leia Também:  Piauí recebe lote com mais de 70 mil doses de vacinas contra Covid-19 nesta sexta (30)

Para o agricultor e palestrante, Leonardo da Silva Sousa, além de aplicar o que aprenderam nos cursos, os internos também poderão compartilhar com outras pessoas. “Todo o aprendizado pode ser aplicado na horta, na roça, em casa e, também, os internos poderão compartilhar com a comunidade que vivem, quando saírem do sistema prisional”, disse Leonardo.

A programação contou com palestras com os seguintes temas: Manejo sanitário para aves caipiras, alimentação alternativa para aves caipiras, uso de defensivos naturais para controle natural de pragas em hortas, compostagem e suas formas de utilização em hortas, álcool e drogas e saúde do homem do campo.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Piauí

As inovações pedagógicas no campo da educação para o trânsito com a Escola Piauiense de Trânsito

Avatar

Publicados

em


O cenário desenhado pela crise sanitária desencadeada pela transmissão do novo coronavírus (Covid-19) é marcado por incertezas, instabilidades e desafios. Destaca-se que é uma conjuntura delimitada pelo processo de ressignificação, em especial, para a educação e os sistemas educacionais globais.

A alta transmissibilidade do vírus, o afastamento e o distanciamento social provocaram uma desestruturação no sistema regular e presencial de ensino. O momento atual configura-se como uma revolução pedagógica para o ensino presencial, a mais forte desde o surgimento da tecnologia contemporânea de informação e de comunicação.

A educação está sendo modificada pela adaptação docente e discente, acerca de diversos programas, aplicativos, ferramentas que passaram a ser utilizadas no campo mencionado.

Ao considerar que o problema no trânsito no Brasil, é um mosaico, do qual diversos setores fazem parte, tais como: segurança, engenharia ligada a indústria automobilística e aos transportes, legislação, medicina, ressalta-se a educação (MELLO; KOIZUME, 2007).

A educação para o trânsito também sofre modificações, despertando nos departamentos estaduais e as escolas públicas de trânsito a necessidade se reinventarem e construir processos de trabalhos alicerçados na legislação vigente em consonância com os protocolos de biossegurança.

Leia Também:  Jovem de São Paulo morre em grave acidente de moto no Piauí

Nesse sentido, o Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (DETRAN-PI) por meio da Escola Piauiense de Trânsito adotou medidas que visam incorporar essas modificações supracitadas, resultando na virtualização das ações educativas, aplicando as inovações pedagógicas, utilizando espaços virtuais de aprendizagem e material didático no formato digital.

Nessa perspectiva, a escola oferta para escolas, empresas públicas, privadas, organizações não governamentais, ou seja, para a sociedade piauiense em geral, palestras virtuais sobre os eixos norteadores da educação para o trânsito, em especial, sobre as mudanças no Código Trânsito Brasileiro (CTB), com suporte de material didático no formato de e-book.

Essa nova modelagem da Escola Piauiense de Trânsito é um resultado do investimento na qualificação da equipe técnica, da articulação intrasetorial e intersetorial com outros órgãos do trânsito, o que possibilita um avanço em decorrência da conjuntura sanitária que enfrenta-se atualmente.

A educação para o trânsito do novo milênio, após a pandemia, estará permeada por estudos que envolverão a cultura, a partir de intersecções, numa perspectiva que adote o entrelaçamento cultural, possibilitando a adoção de práticas que formará uma cultura de segurança no transitar.

Leia Também:  Piauí recebe lote com mais de 70 mil doses de vacinas contra Covid-19 nesta sexta (30)

Para você ter acesso ao nosso material aponte a câmera do seu Smartphone para o QR CODE da imagem:

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA