AMARANTE

SAÚDE

São Sebastião só recebe hóspedes com exame negativo para covid-19

Avatar

Publicado em

SAÚDE


A prefeitura de São Sebastião, no estado de São Paulo, determinou que os hóspedes que forem fazer check-in nas pousadas e hotéis da cidade só poderão permanecer se apresentarem exame negativo para covid-19. 

Será válido o teste RT-PCR realizado 48 horas antes da chegada à cidade. O documento deverá ser adicionado à ficha do hóspede para o caso de fiscalização. A regra consta do decreto municipal nº 8152/2021, que também determina que os hotéis e pousadas funcionem com ocupação máxima de 40% de sua capacidade.

Segundo o decreto, o descumprimento das regras pode resultar em sanções administrativas, cíveis ou criminais, como interdição, lacração e cassação de alvará de licença e funcionamento, com aplicação de penalidades. 

O decreto foi assinado pelo prefeito Felipe Augusto, na última segunda-feira (22), para estabelecer novas regras durante a Fase Emergencial do Plano SP, visando conter a expansão do novo coronavírus no município.

A prefeitura determinou, ainda, a realização de barreiras sanitárias nas divisas da cidade com testagem em massa dos ocupantes dos veículos que entram no município. Aqueles que apresentarem o laudo laboratorial impresso com o resultado negativo serão liberados para entrar. 

Leia Também:  Duque de Caxias vacina pessoas com 60 anos e provoca filas

Punições

Caso o teste nas barreiras indique que o visitante está positivo para a covid-19, será proibida a sua entrada, sob pena de responder por crime contra a saúde pública e crime de desobediência, contidos no Código Penal Brasileiro, combinado com as demais legislações estaduais e municipais.

Nas últimas 24 horas, a prefeitura de São Sebastião registrou 218 atendimentos relacionados a sintomas de covid-19, sendo 109 no Pronto Socorro Respiratório Central e 109 no Pronto Atendimento  Respiratório de Boiçucanga, costa sul do município. A cidade tem 35 pacientes internados para tratamento de covid-19, sendo que a ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é de 60%.

“São Sebastião permanece no limite com o estoque de medicamentos para realizar intubação orotraqueal, não recebendo novos pacientes que necessitam de intubação na UTI Respiratória neste momento. O paciente que vier a necessitar desse procedimento será cadastrado na Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde, do Estado de São Paulo, e aguardar uma vaga no hospital de referência mais próximo para transferência e internação”, informou a prefeitura.

Leia Também:  Saúde negocia compra de 20 milhões de doses da vacina Covaxin

De acordo com o vacinômetro da cidade, 7.107 doses da vacina contra a covid-19 foram ministradas em São Sebastião, sendo 5.326 referentes à primeira dose e 1.781 relacionadas à segunda dose.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

SAÚDE

Covid-19: vacinação de pessoas com comorbidades começa em maio

Avatar

Publicados

em


A vacinação de pessoas com comorbidades contra a covid-19 deve começar em maio, segundo previsão do Ministério da Saúde. O termo é empregado para designar pessoas com condições de saúde, como doenças graves, que as deixam com mais risco de uma eventual infecção pelo novo coronavírus evoluir para um quadro grave.

O ministério calcula que este grupo abarque 17,7 milhões de pessoas. Este é o segmento prioritário logo após idosos em instituições de longa permanência, trabalhadores da saúde, povos indígenas e idosos. Parte dos profissionais de forças de segurança foi incluída antes do grupo com comorbidades.

O Ministério da Saúde orienta as autoridades locais de saúde que dentro do universo das pessoas acometidas com comorbidades seja empregado o critério de idade em grupos de intervalos de cinco anos.

Assim, seriam imunizados primeiro as pessoas com 55 a 59 anos. Em seguida, aquelas com 50 a 54 anos. E assim por diante até a idade mínima dos grupos prioritários, de 18 anos.

A Agência Brasil entrou em contato com o Ministério da Saúde para saber o número de vacinas disponíveis e quanto tempo levará para concluir o atendimento dessas pessoas e aguardo retorno.

Leia Também:  Ministério da Saúde atualiza informações sobre a pandemia

Segundo o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, estão listadas as seguintes condições dentro do segmento de pessoas com comorbidades:

– Qualquer tipo de diabetes

– Pneumopatias crônicas graves

– Hipertensão arterial resistente

– Hipertensão arterial estágio 3

– Hipertesão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo

– Insuficiência cardíaca

– Hipertensão pulmonar

– Cardiopatia hipertensiva

– Síndromes coronarianas

– Valvopatias

– Miocardiopatias e pericardiopatias

– Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas

– Arritmias cardíacas

–  Cardiopatias congênitas no adulto

– Dispositivos cardíacos implantados

– Doença cerebrovascular

– Doença renal crônica

– Imunossuprimidos

– Anemia falciforme

– Obesidade mórbida

– Síndrome de down

– Cirrose hepática

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA