AMARANTE

ESPORTES

São Paulo e Athletico-PR empatam e seguem ameaçados no Brasileiro

Publicado em

ESPORTES


Em confronto direto para fugir do rebaixamento à Série B, São Paulo e Athletico-PR não saíram do zero nesta quarta-feira (24), no Morumbi, na capital paulista, em partida atrasada da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado mantém as duas equipes ameaçadas pelo Z4.

Ambos os times somam 42 pontos, com o Furacão à frente, em 12º lugar, por ter mais vitórias (12) que o Tricolor (nove), que aparece em 14º (o Santos possui dez triunfos e também supera o clube do Morumbi, mas fica atrás dos paranaenses, que estão garantidos na Libertadores do ano que vem, pela conquista da Copa Sul-Americana). O Bahia, primeiro time na zona de rebaixamento, tem 37 pontos, mas com um jogo a menos que são-paulinos e athleticanos, e pode reduzir a diferença para dois pontos caso ganhe a partida atrasada.

O São Paulo foi mais agressivo no primeiro tempo, sequer cedendo finalizações ao Athletico. Aos 11 minutos, o atacante Emiliano Rigoni obrigou o goleiro Santos a uma ótima defesa, no ângulo. Aos 27, o lateral Reinaldo cruzou pela esquerda, o meia Gabriel Sara desviou na frente do gol, mas o zagueiro Robert Arboleda não aproveitou. Além da dificuldade para chegar à meta tricolor, os visitantes se irritaram com a arbitragem, entendendo que Reinaldo deveria ter sido expulso por uma entrada no atacante Renato Kayzer, que precisou ser substituído.

Leia Também:  América vence Cruzeiro de novo e vai à final do Campeonato Mineiro

Apesar de manter a equipe no ataque no segundo tempo, o São Paulo não encontrou os mesmos espaços para pressionar o Athletico, que ainda se beneficiou da má pontaria tricolor. As alterações do técnico Rogério Ceni, como as entradas do meia Martín Benítez e do atacante Pablo, não foram suficientes para superar a marcação do Furacão, que, mesmo desgastado pela final da Sul-Americana, no sábado (20), segurou a igualdade diante de mais de 43 mil torcedores no Morumbi.

O próximo compromisso do São Paulo será neste sábado (27), às 21h30 (horário de Brasília), contra o Sport, novamente no Morumbi. No domingo (28), às 16h, o Athletico mede forças com o Corinthians na Neo Química Arena, em São Paulo.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Seleção feminina encerra temporada com título do Torneio de Manaus

Publicados

em


A seleção brasileira conquistou nesta quarta-feira (1) o Torneio Internacional de Futebol Feminino, disputado em Manaus, ao derrotar o Chile por 2 a 0 na Arena da Amazônia. Foi o primeiro título da era Pia Sundhage, iniciada em agosto de 2019.

O triunfo levou o Brasil a nove pontos na competição em solo manauara, contra seis das chilenas. Antes, a seleção derrotou Índia (6 a 1) e Venezuela (4 a 1). O terceiro lugar ficou com as venezuelanas, que, mais cedo nesta quarta, superaram as indianas por 2 a 1, também na Arena da Amazônia, encerrando o torneio com três pontos. A meia Kerolin, com quatro gols, foi a artilheira do evento amistoso.

A competição foi a sexta com participação canarinha desde a chegada de Pia. No primeiro ano, o Brasil foi vice-campeão deste mesmo torneio, à época em São Paulo, superado pelo próprio Chile na final, nos pênaltis. Em seguida, a seleção foi à decisão do Torneio Internacional da China, perdendo o título para as anfitriãs, também nas penalidades. Em 2020, as brasileiras disputaram outro evento amistoso, desta vez na França, ficando na terceira posição entre quatro equipes (as francesas levaram o título).

Leia Também:  Melhores duplas brasileiras de vôlei de praia estreiam no Superpraia

Em fevereiro deste ano, o Brasil competiu no Torneio She Believes, nos Estados Unidos, ficando com o vice-campeonato, atrás das donas da casa. Em julho, a seleção disputou o único campeonato oficial da era Pia, a Olimpíada de Tóquio (Japão), caindo nas quartas de final, nos pênaltis, para o futuro campeão Canadá.

As brasileiras iniciaram o jogo tentando impor uma postura mais ofensiva, mas encontraram dificuldades na bem postada defesa chilena. Na primeira chance, aos 12 minutos, a meia Ary Borges foi lançada na ponta direita da área por Kerolin e tentou encobrir a goleira Christine Endler, mas mandou por cima. A segunda investida só foi possível aos 34, depois da zagueira Antônia (atuando como lateral-direita) quebrar a linha de marcação ao encontrar Debinha próxima à pequena área. A camisa 9 arrematou cruzado, com perigo, à direita da meta.

A pressão deu resultado no começo do segundo tempo. Aos três minutos, Ary Borges foi lançada pela esquerda pela lateral Tamires e cruzou rasteiro para Kerolin concluir no contrapé de Endler, abrindo o placar. As substituições diminuíram o ritmo da partida, mas o Brasil seguiu ligado. Aos 38 minutos, a atacante Giovana aproveitou o erro no domínio de bola da zagueira Fernanda Ramírez e chutou na saída da goleira, definindo o marcador em Manaus.

A vitória sobre as chilenas foi a décima do Brasil em 16 jogos nesta temporada, que também teve quatro empates (durante os 90 minutos) e duas derrotas. Foram 40 gols marcados e 14 sofridos.

Leia Também:  América vence Cruzeiro de novo e vai à final do Campeonato Mineiro

O próximo desafio das brasileiras será novamente o Torneio Internacional da França, no período destinado a jogos de seleções femininas (Data Fifa) de 14 a 23 de fevereiro do próximo ano. Além das anfitriãs, as comandadas de Pia terão Holanda e Finlândia pela frente. Em julho, a seleção disputa a Copa América, onde pode garantir vaga na Copa do Mundo de 2023, com sede na Austrália e na Nova Zelândia.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA