AMARANTE

PIAUÍ

Rafael Fonteles é reeleito presidente do Comsefaz por aclamação

Avatar

Publicado em

PIAUÍ


O secretário da Fazendo Piauí, Rafael Fonteles, foi reeleito, nesta terça-feira (30), presidente do Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz). A recondução foi por aclamação. Também foram reconduzidos os vice-presidentes e os membros do Conselho Fiscal.

A reeleição ocorreu em reunião ordinária do Comsefaz, na manhã desta terça. Sediado em Brasília, o comitê tem por missão integrar os secretários estaduais da Fazenda e articular os estados com o governo federal e os poderes Legislativo e Judiciário, atuando na defesa dos interesses das Fazendas Estaduais e do fortalecimento da gestão fiscal, financeira e tributária.

Ao agradecer aos secretários pela reeleição por unanimidade, Rafael Fonteles demonstrou gratidão pela confiança dos pares e o orgulho de fazer parte do colegiado. “O nosso compromisso é continuar atuando, de maneira firme, na defesa dos interesses das finanças estaduais, reforçando o papel institucional do Comsefaz, respeitando as diferentes realidades dos estados e buscando a convergência nos temas debatidos”, afirmou o gestor.

Ele destacou ainda a união dos secretários no debate de temas importantes para o país e as unidades federativas, como a Reforma Tributária, Reforma Administrativa, Pacto Federativo, bem como a participação decisiva do Comsefaz na articulação junto ao poderes, em Brasília, que possibilitaram conquistas importantes para os Estados e a Federação.

Leia Também:  Governador garante bolsas, melhorias e conectividade para alunos da Uespi

Rafael também se manifestou sobre a reeleição em sua conta no Twitter. Lembrou que a atuação do Comsefaz foi fundamental nos últimos dois anos para a aprovação de importantes medidas para as finanças estaduais, como o auxílio federativo, Novo Fundeb, recomposição do FPE/FPM e o acordo da Lei Kandir, projetos de estímulo fiscal e de mais recursos para habilitação de leitos de UTI e aumento do teto para média e alta complexidade.

“Por fim, o intercâmbio de informações e práticas entre os Estados, o diálogo com a União e os Poderes Legislativo e Judiciário também melhoraram bastante nesses últimos anos. E isso tem muito a ver com a formalização do Comsefaz e com a participação mais ativa e unida do conjunto de secretários”, complementou Rafael Fonteles.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

PIAUÍ

Em reunião com ONU e OMS, governadores garantem 8 milhões de doses de vacinas para o Brasil

Avatar

Publicados

em


O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, reuniu-se, na tarde desta sexta-feira (16), com membros da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Na oportunidade, foi anunciada a antecipação de quatro milhões doses de vacinas contra o coronavírus para o Brasil, de um total de oito milhões. A reunião foi por meio de videoconferência e contou com a participação dos demais governadores brasileiros integrantes do Fórum de Governadores.

A reunião foi solicitada pelos governadores brasileiros e teve como objetivo fazer um apelo para uma ajuda humanitária ao Brasil para aquisição de vacinas contra a Covid-19, além de remédios e sedativos que compõem o chamado kit intubação. Quem atendeu o pedido foi a secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohamed.

O coordenador do tema vacina do Fórum dos Governadores e governador do Piauí, Wellington Dias, enfatizou que todos reconhecem e têm um posição muito clara de que o problema é do Brasil mas é também do mundo. “Em razão disso, deve-se priorizar o Brasil e sensibilizar os países que são parte da ONU a fim de garantir agilidade na entrega de vacinas, assim como insumos e medicamentos que faltam. É necessário também o compromisso de tratarem sobre a antecipação da transferência tecnológica para a produção de IFA, no Brasil, pela Fiocruz, Butantan e outros laboratórios para que o Brasil, a partir daí, possa também ajudar o mundo”, justificou.

Leia Também:  Corpo esquartejado é encontrado em sacos próximo ao Rio Poti em Teresina

“A OMS reconheceu que estava no seu cronograma para maio e que vai antecipar o envio de quatro milhões de doses e vai estar tratando com a Índia, Coreia, Espanha, Itália, China e quem tiver condições de ajudar, por essa situação particular do Brasil, com reconhecimento do elevado números de óbitos diários, muitos acima daquilo que acontece em outros países”, disse Wellington Dias. Ao todo, serão oito milhões de doses do consórcio Covax-Facility, das quais quatro milhões serão entregues em abril e o restante, em maio.

O gestor piauiense também revelou que foi colocado em discussão o tema da quebra de patente. “Estamos vivendo um momento de guerra contra o coronavírus, com muitas vidas humanas em jogo”, enfatizou.

Os governadores manifestaram um compromisso com a ONU de manterem um diálogo, mesmo com as diferenças políticas, para conterem a circulação de pessoas com o objetivo de evitar a transmissibilidade. “É preciso, aqui no Brasil, serem adotadas medidas internamente para evitar o crescimento dos casos. Somadas às vacinas, estas medidas retroativas vão gerar resultados. Somente as vacinas, neste instante, não vão resolver”, disse Wellington Dias.

Leia Também:  Teresina recebe segunda edição da quitanda virtual na quinta (21)

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA