AMARANTE

Esportes

Premiê francês presenteia Papa com camisa de Messi autografada

Publicado em

Esportes


O papa Francisco, que é um grande fã de futebol, recebeu nesta segunda-feira (18) um presente incomum do primeiro-ministro da França, Jean Castex, – uma camiseta autografada pelo compatriota argentino Lionel Messi.

Em uma moldura de vidro, o primeiro-ministro deu ao papa a camiseta de número 30, assinada por Messi, que joga pelo clube francês Paris Saint-Germain, após 35 minutos de conversas particulares no Vaticano.

Francisco, de 84 anos, já conheceu Messi, de 34 anos, e chegou a chamá-lo de um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos. Francisco é torcedor de longa data do time de futebol argentino San Lorenzo.

O premiê francês também deu ao papa um presente mais tradicional –uma edição de 1836 de “Notre-Dame de Paris”, clássico romance de Victor Hugo sobre o sineiro corcunda Quasimodo ambientado em Paris em 1482.

Castex esteve no Vaticano e em Roma para as celebrações do centenário do restabelecimento das relações diplomáticas entre a França e a Santa Sé.

Leia Também:  Casos de covid-19 adiam jogos do Campeonato Inglês

Depois de conhecer o papa, Castex visitou a Capela Sistina e a Basílica de São Pedro.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Covid-19: casos sobem em Pequim a nove dias da Olimpíada de Inverno

Publicados

em


Pequim registrou 14 casos locais confirmados de covid-19 nesta quarta-feira (26), a maior contagem diária em seu atual surto, menos de duas semanas antes do início dos Jogos Olímpicos de Inverno na capital chinesa e na província vizinha de Hebei.

Embora os números do surto em Pequim desde 15 de janeiro sejam menores do que em outras partes do mundo, a cidade ordenou lockdowns direcionados para dezenas de milhares de pessoas e testou alguns milhões de moradores para limitar a infecção.

As restrições, alinhadas com um esforço nacional para conter surtos do vírus o mais rápido possível, assumem uma urgência extra, já que a China prometeu sediar com segurança os Jogos de Inverno e evitar grandes surtos durante a temporada de viagens do Ano Novo Lunar.

A capital chinesa registrou um total de 55 casos locais sintomáticos desde 15 de janeiro, mostram os dados. As autoridades de Pequim culparam a variante Delta pela maioria dos casos no surto atual, com alguns atribuídos à Ômicron, que é altamente transmissível.

Leia Também:  Brasileiro: Ceará respira na luta contra o Z4 e complica vida do Sport

Pelo menos sete províncias, regiões e municípios da China registraram infecções pela Ômicron transmitidas localmente, enquanto o número total de casos é desconhecido.

* É proibida a reprodução deste conteúdo. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA