AMARANTE

SAÚDE

Prefeitura de SP anuncia a instalação de 19 mini usinas de oxigênio

Avatar

Publicado em

SAÚDE


A prefeitura de São Paulo anunciou hoje (25) a instalação de 19 miniusinas de oxigênio para abastecer as unidades de saúde do município. Em um primeiro momento, ficam prontas sete usinas que serão entregues em 15 de abril, as outras 12, no dia 30 de abril. As miniusinas serão permanentes e ajudarão a cidade garantir o abastecimento e a reduzir o custeio do insumo em três anos. O investimento será de R$ 9,536 milhões.

“Essas miniusinas são fundamentais para viabilizar a instalação e a segurança de 596 leitos de enfermaria e 211 leitos de UTI em hospitais municipais, hospitais dia e Unidades de Pronto Atendimento (UPA). A capacidade de produção máxima de oxigênio em cada uma delas é de 9 mil metros cúbicos por dia, o que significa 900 cilindros por dia”, explicou o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido.

A prefeitura anunciou também a entrega de mais 60 leitos de UTI e 180 leitos de enfermaria referendados para o tratamento da covid-19, e 55 leitos para tratamento de outras enfermidades, todos em parceria com empresas privadas.

O setor privado também está colaborando com o envasamento de 400 cilindros de oxigênio, utilizados no atendimento inicial de pacientes com a covid-19.

Vacinação

O secretário anunciou a antecipação para amanhã (25) da vacinação para a faixa etária de 69 a 71 anos. A estimativa é a de vacinar 245.300 idosos, nas 468 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), nos 19 drive-thrus espalhados pela cidade, nos 17 Serviços de Assistência Especializada (SAEs) e nos três centros-escolas. 

Leia Também:  Fase emergencial aumenta restrições em 14 atividades em São Paulo

No ato da vacina, basta o idoso apresentar o documento de identificação com data de nascimento e CPF. A recomendação é a de preencher o pré-cadastro no site Vacina Já para agilizar em até 90% o tempo de atendimento para a imunização.

Auxílio emergencial 

A prefeitura também começou hoje a fazer o pagamento do Renda Básica Emergencial para 1,287 milhões de pessoas na capital paulista. O pagamento será feito em três parcelas, para 480.177 mil famílias cadastradas no Bolsa Família e que já receberam o auxílio no ano passado. 

Trabalhadores ambulantes que não estejam cadastrados no programa, mas que preencham os critérios do Bolsa Família, tenham TPU (Termo de Permissão de Uso) vigente ou estejam inscritos no programa Tô Legal, de regularização das atividades dos ambulantes, também terão direito a receber. 

“Hoje recebem as pessoas com final de Número de Identificação Social 1 e 2, amanhã, com 3 e 4; segunda-feira, 5 e 6; terça, 7 e 8 e quarta, 9 e 0. A Caixa Econômica manterá 133 agências abertas nesses dias apenas para atender as pessoas que recebem o pagamento. Pedimos que as pessoas utilizem os canais digitais do banco para acessar o valor e não se aglomerem nas agências”, ressaltou a secretária municipal de Assistência Social, Berenice Gianella.

Leia Também:  Butantan entrega mais 2,2 milhões de doses de vacina CoronaVac

Feriados

O prefeito Bruno Covas pediu a colaboração dos moradores da capital paulista para o mega feriado que começa amanhã (26) na cidade. Cinco feriados municipais – dois deste ano e três de 2022 – serão antecipados a partir desta sexta-feira e serão encerrados no domingo (4), incluindo a sexta-feira Santa e a Páscoa. No total, serão 10 dias consecutivos.

“Gostaria de fazer um apelo. Amanhã nós começamos o período de mega feriado na cidade de São Paulo. Não é um período para festejar, viajar, aglomerar, muito pelo contrário. Nós sabemos e agradecemos o esforço que a população fez ao longo do último ano, mas é preciso parar para que possamos conter essas altas curvas de contaminação e de ocupação de leitos e óbitos no município. É um momento de fazer nossa reverência a essas 300 mil pessoas que morreram no Brasil com nosso gesto de colaboração”, disse.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

SAÚDE

Covid-19: vacinação de pessoas com comorbidades começa em maio

Avatar

Publicados

em


A vacinação de pessoas com comorbidades contra a covid-19 deve começar em maio, segundo previsão do Ministério da Saúde. O termo é empregado para designar pessoas com condições de saúde, como doenças graves, que as deixam com mais risco de uma eventual infecção pelo novo coronavírus evoluir para um quadro grave.

O ministério calcula que este grupo abarque 17,7 milhões de pessoas. Este é o segmento prioritário logo após idosos em instituições de longa permanência, trabalhadores da saúde, povos indígenas e idosos. Parte dos profissionais de forças de segurança foi incluída antes do grupo com comorbidades.

O Ministério da Saúde orienta as autoridades locais de saúde que dentro do universo das pessoas acometidas com comorbidades seja empregado o critério de idade em grupos de intervalos de cinco anos.

Assim, seriam imunizados primeiro as pessoas com 55 a 59 anos. Em seguida, aquelas com 50 a 54 anos. E assim por diante até a idade mínima dos grupos prioritários, de 18 anos.

A Agência Brasil entrou em contato com o Ministério da Saúde para saber o número de vacinas disponíveis e quanto tempo levará para concluir o atendimento dessas pessoas e aguardo retorno.

Leia Também:  Fase emergencial aumenta restrições em 14 atividades em São Paulo

Segundo o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, estão listadas as seguintes condições dentro do segmento de pessoas com comorbidades:

– Qualquer tipo de diabetes

– Pneumopatias crônicas graves

– Hipertensão arterial resistente

– Hipertensão arterial estágio 3

– Hipertesão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo

– Insuficiência cardíaca

– Hipertensão pulmonar

– Cardiopatia hipertensiva

– Síndromes coronarianas

– Valvopatias

– Miocardiopatias e pericardiopatias

– Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas

– Arritmias cardíacas

–  Cardiopatias congênitas no adulto

– Dispositivos cardíacos implantados

– Doença cerebrovascular

– Doença renal crônica

– Imunossuprimidos

– Anemia falciforme

– Obesidade mórbida

– Síndrome de down

– Cirrose hepática

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA