Menu...

23 de Janeiro de 2018

Deputado Fábio Novo critica decisão da presidente Dilma em demitir piauiense do BNB


Hospital de Olhos

O deputado estadual Fábio Novo, ex-presidente do diretório estadual do PT no Piauí, usou seu perfil na rede social Facebook para criticar a mudança na presidência do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Em decreto publicado na edição de segunda-feira do Diário Oficial da União, a presidente Dilma Rousseff (PT) exonerou Nelson Antonio Souza, e colocou em seu lugar Marcos Costa Holanda, que é professor de Economia e foi indicado pelo senador cearense Eunício Olivera, do PMDB.

“Quando um cidadão piauiense faz a melhor gestão dos últimos 62 anos do Banco do Nordeste, apresenta o melhor balanço e lucro da instituição, o esperado, o natural é a sua promoção ou no mínimo a manutenção do status quo“, opinou Fábio Novo.

O parlamentar do PT afirma, de forma categórica, que a presidente Dilma não tem respeito pelo Estado, que teve grande importância para sua reeleição no pleito de 2014. “Dizem que o Piauí não tem representação política. De fato não temos o respeito da presidente. Temos apenas bons técnicos e votos. Sim, na última eleição a presidente que votei ficou devendo muito ao Piauí. Daqui saiu a maior votação proporcional do país e exatos 1 milhão de votos de maioria sobre seu concorrente. Para quem ganhou o segundo mandato com pouco mais de 3,5 milhões de votos de maioria, o Piauí teve peso significativo na sua eleição”, desabafou o deputado do PT.

Na postagem, Fábio Novo afirma, ainda, que acreditou na declaração de amor ao Piauí feita por Dilma durante sua visita ao Estado, na campanha de segundo turno. “E eu acreditei quando ela disse que nos amava, naquele comício de abertura do segundo turno da sua campanha no Atlantic City”, concluiu Novo.

Na realidade, o presidente exonerado do Banco do Nordeste não é piauiense, como afirmou Fábio Novo em sua publicação, mas Nelson Antonio Souza viveu durante décadas no Estado, e sua manutenção na presidência do BNB era defendida por sua vasta experiência em bancos públicos.

Ele foi funcionário de carreira da Caixa Econômica Federal, tendo ocupado importantes cargos, como superintendente nacional do FGTS, chefe de gabinete da Presidência do banco e diretor executivo de Gestão de Pessoas.

Sua entrada no BNB ocorreu em julho de 2012, quando assumiu a Diretoria de Estratégia, Administração e TI. Foi nomeado presidente do banco em julho de 2014, mas já estava à frente da instituição desde abril do ano passado, quando Ary Joel de Abreu Lanzarin renunciou ao cargo.

Fonte: Portal O Dia

Tags: ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE