3:11 pm - sábado novembro 23, 8137

PF prende suspeitos por desviar recursos do Ministério do Trabalho

Edição e postagem: Denison Duarte, em 03-09-2013 23:22 | Última modificação: 03-09-2013 23:26
Hospital de Olhos

A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira (3) uma operação dentro do Ministério do Trabalho e Emprego. Segundo a PF, a operação tem como objetivo apurar desvios de recursos públicos e lavagem de dinheiro em projetos de geração de empregos no ministério.

Durante a operação, os agentes da PF prenderam oito pessoas, entre elas um assessor do Ministério do Trabalho e sete membro de uma organização não-governamental (ONG). A polícia não divulgou os nomes dos envolvidos.

De acordo com a Polícia Federal, a investigação começou em janeiro deste ano, em parceria com o Tribunal de Contas da União (TCU). Juntos, PF e TCU identificaram irregularidades nos repasses de R$ 47,5 milhões do Ministério do Trabalho para uma ONG de assistência ao trabalhador.

“O assessor fazia liberação do convênio. Verificamos uma relação muito próxima desse assessor com o gestor da ONG. Uma relação beirando a promiscuidade. Uma relação que não cabe: do gestor do dinheiro público com o tomador do dinheiro”, disse o delegado responsável pela investigação, Alberto Ferreira Neto. A quantia desviada deveria ter sido usada na criação e manutenção de centros públicos de empregos e qualificação de trabalhadores.

Os oito detidos ficarão em prisão temporária por cinco dias. Eles responderão por quatro crimes: corrupção, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e peculato, cuja soma das penas pode chegar a 37 anos.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE