3:11 pm - terça-feira novembro 25, 5575

PF prende acusados de desviar verbas de programa da Conab

Edição e postagem: Denison Duarte, em 25-09-2013 09:06 | Última modificação: 25-09-2013 09:06
Hospital de Olhos

A Polícia Federal esteve na casa do superintendente da Conab no Paraná, Luís Carlos Vissoci. Ele foi levado para prestar esclarecimentos sobre denúncias de desvio de dinheiro do programa de aquisição de alimentos do Governo Federal, ligado ao Fome Zero.
Além dele, 36 pessoas foram obrigadas a depor e 11 foram presas, entre elas, funcionários públicos, coordenadores e fiscais do programa e o gerente operacional da Conab no Paraná, Valmor Luis Bordim.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, que duraram dois anos, Maurício Todeschini, a Conab repassava dinheiro do programa às cooperativas, que deveriam pagar os produtores rurais pelo fornecimento de frutas e verduras. O destino dos produtos seriam creches, escolas e hospitais, mas isso não acontecia. Fiscais e coordenadores da Conab e das cooperativas retinham o dinheiro e apresentavam notas fiscais com produtos superfaturados ou que nem tinham sido comprados.

Além das prisões, toda a cúpula da Conab no estado e também os fiscais que eram ligados ao grupo estão sendo afastados das funções por conta das denúncias de irregularidades e de participação nos crimes. Os delegados ainda estão investigando quanto teria sido desviado do sistema.

O diretor de Política Agrícola da Conab, Silvio Porto, também foi indiciado. Desde o início das investigações, em 2011, 58 pessoas foram acusadas de participar do esquema. Elas devem responder por formação de quadrilha, estelionato, peculato culposo e prevaricação.
Em nota, a Conab disse que não teve acesso ao processo porque ele corre em segredo de Justiça, mas declarou que está colaborando com a polícia e que afastou sete funcionários da superintendência do órgão, no Paraná.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE