3:11 pm - quinta-feira novembro 24, 0596

Padrasto que enfiou agulhas em menino é condenado na Bahia

Edição e postagem: Denison Duarte, em 15-03-2014 00:33 | Última modificação: 15-03-2014 00:33
Hospital de Olhos

O homem que enfiou 31 agulhas no corpo do enteado Márcio Santos, quando o menino tinha 2 anos, foi condenado a 12 anos e seis meses de prisão por tentativa de homicídio triplicamente qualificado. O caso ocorreu em Ibotirama, no extremo oeste baiano, em 2009.

O julgamento de Roberto Carlos Magalhães terminou por volta das 23h de quinta-feira no Fórum da cidade. Na época do crime, ele chegou a dizer que inseriu as agulhas para atingir a mãe do menino, de quem era divorciado.

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça da Bahia, a condenação triplicamente qualificada se deve por ser motivo torpe, meio cruel e por ter impossibilitado a defesa da vítima. O padrasto respondeu a todo processo preso há quatro anos e dois meses e teve o pedido de recorrer em liberdade negado pelo juiz Pedro Henrique Izidro. Ele irá seguir cumprindo a pena em regime fechado.

Fonte: Terra

 

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE