Menu...

Última Notícia

12 de dezembro de 2017

Narcotráfico é suspeito de sequestrar avião de candidata


Hospital de Olhos

Um avião de propriedade da candidata ao governo de Mato Grosso Janete Riva (PSD) desapareceu com o piloto Evandro Abreu e o copiloto por volta das 13h30 de anteontem, do aeroporto municipal de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá – onde Janete havia participado de uma carreata.

O município de Pontes e Lacerda fica na rota do tráfico internacional de drogas, na fronteira com a Bolívia. A Polícia trabalha com a suspeita que o avião – um King Air modelo C90GTI, de 2006, prefixo ATY – tenha sido levado para o país vizinho para ser utilizado no tráfico de drogas. A candidata não estava na aeronave na hora do sequestro. Ela aguardava o horário para embarcar para a cidade de Vila Bela da Santíssima Trindade onde faria campanha com o candidato da coligação ao Senado, Ruy Prado.

Na disputa ao governo de Mato Grosso, Janete Riva substituiu o marido José Riva (PSD), que teve seu registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa. Ele responde a mais de cem processos judiciais e possui duas condenações no Tribunal de Justiça do Estado.

Bolívia. O delegado regional de Pontes e Lacerda, Jose Emílio Gadioli, disse que manteve contato com a polícia boliviana. “Já que o destino provável da aeronave será o país vizinho e para o uso do narcotráfico, enviamos uma equipe para lá”, afirmou. Segundo a Polícia, esse modelo de avião pode pousar em qualquer lugar, desde que a pista não seja muito curta.

Gadioli afirmou que não houve testemunhas da ação dos bandidos durante o roubo e sequestro do avião. O aeroporto fica distante da zona urbana da cidade. A autonomia da aeronave permite chegar até a cidade de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, onde existe um posto de abastecimento. Os equipamentos de localização do avião foram desligados. Foi constatado que uma caminhonete preta que estava no hangar pode ter dado suporte à ação.

Janete disse ontem que sua preocupação é unicamente com os dois pilotos. “A aeronave tem seguro e não nos preocupa. O nosso sentimento é de dor pelos pilotos sequestrados. Conhecemos o Evandro há mais de 20 anos e o Rodrigo (co-piloto) trabalha conosco há mais de um ano. O que conforta neste momento é saber que nestes tipos de sequestros os pilotos são liberados em média três dias depois.”

A aeronave roubada pertence à família Riva e foi adquirida por meio de leasing.

O seguro do avião está em nome da empresa Floresta Viva, de propriedade da candidata. Seu patrimônio declarado ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso foi de R$ 4,064 milhões.

Janete cumpria agendas de campanha na região oeste do Estado. Pouco antes do ocorrido, a equipe da assessoria de comunicação que acompanha a candidata decolou do mesmo aeroporto, em uma aeronave menor, seguindo para Vila Bela. Os candidatos seguiram por terra até Vila Bela, onde decidiram interromper a agenda para acompanhar as investigações.

Janete disse que manteve contato com Evandro 15 minutos antes de chegar ao aeroporto e pediu a ele que se preparasse para decolar. Quando chegou, a aeronave não estava lá.

Segundo a Polícia Civil, a Polícia Federal também foi acionada para investigar o caso.

Fonte:MSN

Radar Financeira

Tags: , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE