3:11 pm - quinta-feira novembro 25, 0821

Homem ‘armado’ com celular ameaçou cortar dedo de motorista de ônibus e explodir cabeça de PM

Edição e postagem: Denison Duarte, em 30-01-2014 19:42 | Última modificação: 30-01-2014 19:44
Hospital de Olhos

Carlos Alberto chega à delegacia depois de ser liberado do hospital

“Armado” com um celular enrolado num jornal, Carlos Alberto Cunha Dias, de 23 anos, não poupou violência ao fazer vítimas, na manhã desta quinta-feira, na Linha Amarela, altura de Inhaúma, na Zona Norte do Rio. Ele ameaçou cortar o dedo de um motorista de ônibus e também explodir a cabeça de um policial militar. Ao tentar fazer um terceiro roubo, acabou baleado na perna. Carlos foi preso e levado para o Hospital Federal de Bonsucesso. Ele será autuado em flagrante na 21ª DP (Bonsucesso).

 

O motorista do ônibus, na delegacia
                                                    O motorista do ônibus, na delegacia Foto: Guilherme Pinto / Extra

 A primeira vítima de Carlos foi o motorista de ônibus Luís Carlos Oliveira, de 42 anos. Aproveitando-se do engarrafamento na Linha Amarela, o suspeito foi até o coletivo, da Viação Três Amigos (Barra-Rodoviária). Dizendo estar armado, Carlos obrigou o motorista a abrir a porta e, então, o rendeu.

– Só tinha eu no ônibus. Ele mostrou aquele volume e disse que era uma arma. Não ia pagar para ver, né? Pediu meu celular e, depois, minha aliança. Como estou gordinho, ela demorou a sair do dedo. Aí ele gritou: “Vou cortar seu dedo! Vou cortar seu dedo!”. Fiquei apavorado. Acho que vou fazer uma dieta – contou Luís, que é motorista de ônibus há dez anos e nunca havia sido assaltado.

O ônibus invadido pelo suspeito
                                                        O ônibus invadido pelo suspeito Foto: Guilherme Pinto / Extra

 Depois de saltar do coletivo, Carlos rendeu um policial militar. O sargento do 12º BPM (Niterói) estava com a esposa no carro e disse não ter reagido à abordagem.

– Não reagi. Entregamos tudo. Ele estava nervoso e falou: “Vou explodir a sua cabeça!”. Não tinha como saber se aquilo que carregava era ou não uma arma – contou o PM, que pediu para não ter o nome divulgado.

De acordo com ele, em seguida Carlos rendeu outro motorista. Foi nesse momento que o sargento viu uma oportunidade de render o suspeito. Como Carlos tentou fugir, o PM atirou. Logo chegaram equipes do Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE), que levaram o suspeito ferido ao hospital. O sargento e o motorista do ônibus foram para a delegacia, onde conseguiram recuperar seus bens.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE