Menu...

15 de dezembro de 2017

Capitão confessa ter matado estudante e ocultado o corpo: ‘o tiro foi acidental’, disse ele à polícia


Hospital de Olhos

O policial Militar Allisson Watson confessou em depoimento ter matado a namorada – a jovem estudante de Direito, Camilla Abreu, 21, que estava desaparecida desde a madrugada do dia 26, quinta-feira, em Teresina.

Ele teria dito à polícia onde estaria o corpo da estudante, na comunidade Mucuim – zona Sudeste de Teresina.

Após tentar desqualificar a namorada, ele teria dito no depoimento que o crime foi motivado por ciúmes e que o tiro que atingiu a jovem foi acidental, versão que a polícia não acreditou, segundo o delegado e coordenador da Delegacia de Homicídios Baretta.

“A Policia Civil não acredita na versão dele. Apesar de estar acompanhado de advogados que devem ter instruído ele. A dinâmica é totalmente diferente. A defesa diz que foi um tiro acidental. Que ele teve uma discussão com ela e tentou tomar a pistola que ela pegou. A pistola disparou e atingiu ela. A dinâmica mostra diferença no que foi alegado pela defesa porque os passos dele subsequentes dele foi tentar destruir as provas e ocultar o cadáver”,disse o coordenador da Delegacia de Homicídios.

O delegado disse que a estudante teria sido assassinada por volta das 2h30 da última quinta-feira (26). “Às 20h o capitão foi deixar Camilla na faculdade, às 22h foi para o Bar da Brahma, os casal e uma amiga, às 1h:45min foram deixar a amiga em casa e depois Camilla não foi mais vista. O crime aconteceu em um mirante que fica usina Santana”, informa Baretta.

O delegado geral Riedel Batista afirmou que o inquérito vai ser concluído na Delegacia de Homicídios por ter sido caracterizado como feminicídio com ocultação de cadáver.

O secretário de Segurança do Piauí e também capitão da Polícia Militar, Fábio Abreu, disse que defende a expulsão de Allisson Watson dos quadros da Polícia Militar do Piauí, além de garantir que a punição ao policial será rigorosa.

“Orientamos os delegados para que eles tenham todas as peças possíveis para que esse indivíduo seja punido rigorosamente. Temos que ter esse caso como exemplo de que não haverá nenhum tipo de impunidade. E a minha vontade é que ele seja expulso porque a Polícia Militar não pode ter em seus quadros uma pessoa com esse comportamento”, pondera Fábio Abreu.

 

Allisson Watson (detido em um presídio militar) e a namorada Camilla Abreu

capitão acusado estudante de Direito Camilla Abreu


Tags:

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE