AMARANTE

PIAUÍ

Piauienses alcançam média de 980 pontos na redação do Enem

Avatar

Publicado em

PIAUÍ


Os estudantes da rede pública de ensino do Piauí estão em destaque entre as maiores médias de pontuação da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), nesta segunda-feira, 29 de março. Os resultados e dados finais do Enem 2020 apontam que, em todo o Brasil, apenas 28 participantes obtiveram nota máxima (1000).

Mesmo com a pandemia provocada pela Covid-19, resultando na interrupção das aulas presenciais, a Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) avançou em diferentes frentes para garantir via rede escolar com atividades remotas, utilização de plataformas on-line, atividades do Canal Educação e Pré-Enem Seduc a preparação adequada para os estudantes do ensino público.

Os resultados destes esforços podem ser observados com a divulgação da nota do Enem, na qual os estudantes conseguiram alcançar a expressiva pontuação com média de 980 pontos, uma das maiores notas na redação.

Entre estes estudantes está o filho de agricultores, João José de Souza Silva, de 18 anos, da zona rural de Acauã, no Piauí, que obteve 980 na redação. Ele assistiu às aulas do Pré-Enem Seduc desde o início da pandemia de forma remota e obteve o auxílio da Unidade Escolar Antonio Rodrigues Filho.

Agora ele será o primeiro membro da família, formada pelos pais agricultores e dois irmãos, a ingressar no ensino superior pretendendo cursar matemática. “Iniciei os estudos aqui na minha cidade e sempre busquei ter boas notas. Me preparei focado na redação, principalmente utilizando os meios do Pré-Enem Seduc e com o grupo correção coletiva, um grupo criado pela Seduc para que os estudantes trabalhassem a redação, o que me ajudou bastante a conseguir este resultado. Eu tirava algumas horas para estudar em casa principalmente escrevendo as redações e então a prática me ajudou bastante”, afirma.

Na cidade de Juazeiro do Piauí, localizada a mais de 160 km de Teresina, a preparação realizada pelas ações da Seduc também rendeu bons resultados. A estudante Lilian Dávila Soares Lopes alcançou a nota de 980 pontos na redação do Enem. Com objetivos bem claros de cursar Fisioterapia, a estudante contou com as ferramentas de preparação para o Enem desde o início do ensino médio na Unidade Escolar João Alves de Macedo Filho. Ela conta que este apoio foi essencial para alcançar o resultado.

Leia Também:  Deputados vão a Brasilia cobrar de ministro a liberação de recursos para obras

“Devido a muita preparação desde o início do ensino médio, aliando os projetos da minha escola e aos projetos de preparação com o Canal Educação pela Seduc tive o objetivo de conseguir uma boa nota no Enem para cursar fisioterapia. Este resultado foi esperado, pois me dedico há muito tempo ao Canal Educação para absorver todo o conteúdo. Um dos apoios mais importantes da Seduc foi a disponibilização das aulas aos finais de semana pela mediação tecnológica, que certamente agregou muito aos estudantes que acompanharam e hoje conseguimos colher os frutos”, disse.

Além destes exemplos, outros estudantes da rede estadual de ensino como Adjanira da Silva Leal, aluna da Unidade Escolar Luiz Ubiraci de Carvalho, município de Vila Nova do Piauí; as estudantes Kailane Santos e Hellen Matins, do Ceti Pedro Coelho de Resende, no município de Boa Hora; e Clara Rosane Lucena Furlani, estudante da U.E. Sebastião Rocha Leal, localizada na cidade de Jerumenha do Piauí, também obtiveram a pontuação de 980 na redação do Enem.

Todos estes estudantes têm algo em comum. Eles encontraram nas plataformas digitais os professores do Pré-Enem Live e Canal Educação, aulas específicas para a redação no estilo dissertativo-argumentativo, cobrado no exame, bem como um importante aliado na preparação para a redação, os grupos na rede social whatsapp, ferramenta importante uma vez que em 2020, as aulas com conteúdo preparatório para o Enem aconteceram exclusivamente on-line, obedecendo às recomendações de isolamento social devido à pandemia da Covid-19.

O secretário da Educação Ellen Gera, comemorou os resultados obtidos pela rede estadual de educação do Piauí. “O Piauí tem muito a comemorar. Os nossos estudantes tiveram resultados excelentes e na redação, por exemplo, temos vários resultados acima de 900 pontos, o que mostra o poder de superação dos nossos estudantes mesmo com toda a dificuldade imposta pela pandemia”, declarou.

Leia Também:  Governo vai fortalecer ensino profissionalizante em todas as regiões do Piauí

Ellen Gera parabenizou os profissionais da rede pública pelo trabalho desempenhado ao longo do último ano na preparação dos estudantes. “Quero parabenizar os professores e professoras que se reinventaram durante todo esse tempo para garantir a preparação dos estudantes. Os profissionais do Pré-Enem Seduc e Canal Educação levaram muitas revisões para toda a nossa rede durante todo o período de pandemia. Os profissionais das escolas, gerências regionais e da sede, pois são resultados esperançosos e agora é confirmar o ingresso universitário por meio do Prouni, Fies e Sisu em todo o brasil”, disse o secretário.

Foco na redação

Ao longo de 2020, os estudantes puderam acompanhar as revisões preparatórias semanalmente via mediação tecnológica, transmitidas pela TV Antares, Facebook e Youtube do Canal Educação. Com foco objetivo para a redação, os professores orientaram entre as aulas e grupos específicos na rede social WhatsApp, materiais para aprimorar a escrita e o texto dos estudantes com as correções.

Entre os conteúdos abordados na live em dezembro pela monitora Carine Albuquerque, que é da Bahia e aluna das salas de aula on-line do Pré-Enem Seduc, foi pontuado o tema da redação do Enem 2020, “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”.

Os grupos da Sala de Aula On-line Pré-Enem Seduc foram coordenados por representantes das equipes Pré-Enem Seduc: professores, monitores, pessoas de conhecimento de áreas específicas que interagem com estudantes da rede estadual e com estudantes de todo o Brasil. Foram disponibilizados nos grupos os materiais semanais, elaborados pela equipe e distribuídos de maneira digital para que os estudantes acompanhassem as lives, material extra e o compartilhamento de livros.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

PIAUÍ

Defensoria passa a adotar ferramenta para inclusão em postagens nas redes sociais

Avatar

Publicados

em


Instituição quer garantir maior acessibilidade

A Defensoria Pública do Estado do Piauí passa a adotar em suas redes sociais a hashtag #PraTodosVerem, alternativa tecnológica inclusiva que visa proporcionar acessibilidade com foco inicial nas pessoas com deficiências visuais, mas estendendo-se às demais deficiências.

Uma abordagem mais ampla da #PraCegoVer, criada pela professora baiana Patrícia Braille, especialista em educação especial na perspectiva da educação inclusiva, a #PraTodosVerem não se limita a inclusão apenas de pessoas cegas, mas a todos os usuários das redes, estimulando o uso de descrição de imagens o que permite a captação do que está inserido na imagem postada, tendo em vista que traz uma descrição do que contém na foto ou arte postada.

A descrição feita a partir da hashtag tem que adotar algumas especificidades como, por exemplo, descrever o que contém na imagem seguindo a sequência da escrita e leitura ocidental, isto é, da esquerda para direita e de cima para baixo, tendo antes descrito do que se trata, se é foto, desenho, charge, tirinha, ilustração etc. Nas redes sociais essa ferramenta já vem sendo usada por empresas e instituições, a exemplo do Conselho Nacional de Justiça, que buscam proporcionar maior acessibilidade e interação com o público que desejam atingir.

Leia Também:  Sejus promove curso de biscoitos caseiros para reeducandos de Oeiras

O presidente da Escola Comradio e Instituto ILEVE, Iraildon Mota, que coordena no Piauí o projeto Mulheres de Visão, fala mais sobre a utilização da hashtag. “Nós usamos a #ParaTodosVerem porque falamos para todos, não apenas para os cegos ou para um grupo específico de pessoas. Com as tecnologias atuais, pessoas com baixa visão, com 30% ou menos no melhor olho, além de pessoas com deficiências mentais e físicas, podem usar a descrição de imagens estáticas ou audiodescrição”, informa, acrescentando que a limitação da descrição aos cegos seria algo como “sugerir um produto análogo, por exemplo, à “moda plus size” ou “macarrão sem glúten” – todos poderiam entender, mas se tornaria muito específica, ou somente para os cegos”.

Sobre a iniciativa da Defensoria Pública, Iraildon Mota afirma que “quando se toma a atitude de adotar a descrição de imagens nas redes sociais, não é apenas uma decisão comunicacional, mas uma ação concreta de respeito com as pessoas com deficiência visual. No mundo cada vez mais imagético isso reforça o quanto há possibilidades de se incluir agregando valor à comunicação e dando um grande exemplo para a sociedade. A Defensoria Pública do Estado do Piauí se torna protagonista com está iniciativa e serve como estimulo para outras instituições”.

Leia Também:  Governo vai fortalecer ensino profissionalizante em todas as regiões do Piauí

O defensor público geral Erisvaldo Marques, afirma que a adoção da hashtag é mais uma alternativa de inclusão adotada pela Defensoria Pública. “A Defensoria Pública trabalha em todos os segmentos na seara dos Direitos Humanos, procurando cada vez chegar mais próximo das pessoas, independente de suas limitações. Entendemos que a acessibilidade no meio digital ajuda a quebrar as barreiras de acesso à informação, tanto para os que têm algum tipo de deficiência visual, como outros tipos de deficiências. Assim, optamos por aderir a essa ferramenta visando tornar a nossa instituição cada vez mais acessível. Nesse contexto, a Defensoria Pública já tem trabalhado parcerias, como a desenvolvida com a Escola Comradio, por meio do Projeto Mulheres de Visão, que também nos serve de inspiração para a adoção dessa prática. É sempre interesse da Defensoria colaborar para o desenvolvimento de ações que busquem garantir a cidadania dos que são marginalizados e vítimas do preconceito”, afirma.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA