Menu...

12 de dezembro de 2017

Tem início o II Fórum de Humanização do Hospital Getúlio Vargas


Hospital de Olhos
Começou, nesta terça-feira (22), o II Fórum de Humanização do Hospital Getúlio Vargas (HGV), com o tema Humanização, Segurança e Qualidade. Durante a abertura o diretor-geral do HGV, Carlos Iglézias Brandão, ressaltou a importância de integrar avanços tecnológicos, competência técnica e humanização para que possa melhorar, cada vez mais, o atendimento ao usuário. O evento acontece nesta terça e quarta-feira (23), no auditório do HGV.

A assistente social e professora da Universidade Federal do Piauí, Lúcia Vilarinho, disse que o Fórum vem fortalecer a escuta, o acolhimento, o diálogo e a negociação para a produção de uma gestão do cuidado mais humanizado. Segundo ela, o Fórum é uma proposta de discutir com os trabalhadores, gestores e usuários uma produção de um cuidado e uma gestão humanizada no HGV. "O objetivo é agregar o protagonismo do trabalhador e gestores na construção de uma saúde humanizada em consonância com o processo de qualidade e segurança", disse Vilarinho.

Participaram da abertura a consultora da Política Nacional de Humanização (PNH) para o Estado do Piauí, Annatália Gomes, a presidente do Comitê Estadual de Humanização, Iolí Piauilino, representante do Conselho Estadual da Saúde, José da Cruz, consultor do Hospital Alemão Osvaldo Cruz (HAOC), Emílio Bueno, coordenadora do Núcleo de Gestão da Qualidade, Susane Castro, e representando o Grupo de Trabalho de Humanização, Ildeth Andrade.

A programação do evento abrange tanto consultores do processo de Acreditação quanto do processo de humanização da atenção e gestão. Para a consultora da PNH, Annatália Gomes, o momento é de construção de uma gestão participativa em que gestores, trabalhadores e usuários dialogam por mudanças na forma de produzir saúde no HGV.

Na manhã desta terça-feira, a plenária foi dividida em grupos, com a temática O que faço para produzir um cuidado e uma gestão humanizada e com qualidade, com discussão no âmbito individual, no setor de trabalho e junto ao paciente. Segundo Annatália, toda a programação vai utilizar de uma metodologia participativa com rodas de conversas e debate sobre Humanização, Qualidade e Segurança.

Radar Financeira

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE