Menu...

Última Notícia

12 de dezembro de 2017

Sesapi prepara atividades para o Dia Mundial sem Tabaco


Hospital de Olhos

A epidemiologia global do tabaco mata cerca de 6 milhões de pessoas a cada ano.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) já fechou a programação de atividades em alusão ao Dia Mundial sem Tabaco, comemorado em 31 de maio. Palestras, capacitações e seminários vão ocorrer na próxima semana. Segundo a Coordenação do Programa de Controle do Tabagismo da Sesapi, a Organização Mundial de Saúde (OMS) definiu o tema Aumento de Impostos sobre Produtos de Tabaco para ser trabalhado internacionalmente, em 2014.

“Devido à realidade política brasileira, que já possui avanços em medidas relacionadas a preços e impostos, será feita uma adaptação do tema da OMS, possibilitando que o Dia Mundial sem Tabaco 2014 apresente à população as ações de preços e impostos adotadas pelo Brasil com ênfase nos preços mínimos de cigarro e a importância de seu cumprimento”, explica Gisela Brito, coordenadora do Programa.

De acordo com Gisela Brito, a data servirá para divulgar como o aumento de impostos e preços sobre produtos de tabaco é uma das medidas mais efetivas para reduzir o tabagismo, especialmente no público adolescentes, além do consumo pela população de baixa renda, contribuindo para redução de doenças.

“É importante ressaltar que o jovem é particularmente vulnerável, uma vez que a adolescência é caracterizada por transformações biológicas e psicossociais, que tornam esta fase do ciclo de vida um momento de especial suscetibilidade a estímulos externos. Nesta fase da vida, a aceitação pelo grupo social é fundamental e, por isso, o jovem busca formas de se sentir fortalecido por meio de comportamentos e atitudes que o façam ser admirado pelos pares. Quanto mais cedo o jovem começa a fumar, maior probabilidade ele terá de se tornar um adulto fumante regular e menor probabilidade terá de parar de fumar”, esclarece a coordenadora.

A epidemiologia global do tabaco mata cerca de 6 milhões de pessoas a cada ano, dos quais mais de 600.000 são fumantes passivos. “Se não agirmos, a epidemia vai matar mais de 8 milhões de pessoas por ano até 2030. Mais de 80% dessas mortes evitáveis estará entre pessoas que vivem em países de baixa e média renda. Neste sentido, recomendamos a todas as secretarias da Saúde que realizarem atividades de sensibilização sobre os riscos associados ao tabaco e outras drogas”, finaliza a coordenadora.

Programação

Dia 27 (Terça-feira)
Capacitação – Abordagem e Tratamento do Tabagista no SUS
Local: Auditório do Hemopi
Horário: 8h às 17h30

Dia 28 (Quarta-feira)
Conversando sobre Tabagismo:
Tabagismo na Juventude
Local: Unidade Escolar Paulo Ferraz
Horário: 9h
Comitê de Controle do Tabagismo

Dia 29 (Quinta-feira)
II Seminário da U.I. de Saúde do Parque Piauí sobre o Programa Municipal de Tratamento do Tabagismo: Avanços e Desafios no Tratamento
Local: U.I. Saúde do Parque Piauí
Horário: 9h

Dia 30 (Sexta-feira)
Palestra: Características Psicológicas Associadas ao Uso do Cigarro.
Local: Agespisa
Horário: 9h

Dia 31 (Sábado)
Potycabana Livre do Cigarro
Local: Parque Potycabana
Horário: 16h às 19h

Fonte: piaui.pi.gov.br

Tags: , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE