Menu...

11 de dezembro de 2017

Programa Sertão Empreendedor: um novo tempo para o semiárido


Hospital de Olhos

Superar as dificuldades impostas pela falta de chuvas e produzir em meio à seca são os maiores desafios para quem vive no semiárido brasileiro. O sertanejo, mesmo sendo um forte, como afirmou Euclides da Cunha, está cansado de esperar. Precisa de alternativas, de acesso a tecnologias que permitem conviver com o clima e trabalhar em diversas atividades. E isso é possível porque o semiárido brasileiro, apesar de todas as adversidades, é o que registra o maior volume de chuva em relação a outras regiões semelhantes do planeta.

E foi com a determinação de estimular o espírito empreendedor e elevar a qualidade de vida da população do semiárido brasileiro, que o SENAR criou o “Programa Sertão Empreendedor: Um novo Tempo para o Semiárido” que será desenvolvido em uma ação conjunta com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE). O Programa visa promover a competitividade e sustentabilidade dos empreendimentos rurais no semiárido brasileiro através do fomento à inovação, ao empreendedorismo e a difusão das tecnologias sociais, de produção, gestão e boas práticas de convivência com o semiárido.

Pautada na qualificação profissional com orientação técnica, a implantação de novos negócios rurais e a consolidação dos já existentes, em especial em municípios que sofrem constantemente com secas e estiagens prolongadas, certamente contribuirá para o crescimento social e econômico, com melhoria na qualidade de vida dos empreendedores rurais, incluindo a de seus familiares e colaboradores. Viabiliza-se, desta maneira, uma melhor convivência nas adversidades existentes e, principalmente, um desenvolvimento produtivo mais sustentável nessa região.

O Semiárido:
• 1.135 municípios distribuídos por nove estados (Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e norte de Minas Gerais);
• 11,5% do território nacional e mais da metade da área do Nordeste;
• 22,5 milhões de pessoas (sendo 14 milhões na zona urbana e 8,5 milhões na zona rural);
• Cerca de 1,7 milhão de estabelecimentos rurais.
• 800 mm de precipitação anual máxima.

Linhas de ação do programa Sertão Empreendedor:
O programa reúne um conjunto de ações sistêmicas e continuadas para contribuir com o desenvolvimento rural sustentável a partir da difusão e aplicação de tecnologias de convivência com as adversidades do semiárido, para melhorar a gestão, aumentar a produtividade e a renda dos empreendimentos rurais, com respeito ao meio ambiente.

Tecnologias sugeridas:
O programa Sertão Empreendedor vai incentivar as seguintes tecnologias:
• Captação e conservação hídrica (barragem subterrânea, poço amazonas com anéis de cimento, cisterna calçadão e barreiros de salvação)
• Produção de forrageiras (palma forrageira em sistema adensado, gramíneas, leguminosas, fontes proteicas e energéticas)
• Conservação de forragens (fenação, ensilagem e amoniação).

Além disso, o programa pretende difundir atividades com potencial econômico na região, como a ovinocaprinocultura, a apicultura, a fruticultura, a fabricação de produtos e alimentos a partir da palma forrageira, o turismo rural e a energia solar, entre outras.

Público:
O programa Sertão Empreendedor vai atender empreendedores rurais, incluindo seus familiares e colaboradores.

Fonte: José Augusto (Cabeça)
Especialista em Irrigação

Radar Financeira

Tags: ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE