Menu...

13 de dezembro de 2017

Prefeito de Piripiri é cassado pela 2ª vez e juiz o declara inelegível por 8 anos


Hospital de Olhos

O prefeito de Piripiri, Odival Andrade (PSB), foi cassado novamente pela justiça eleitoral do município, localizado a 157km ao norte de Teresina. A decisão, data do dia 10 de março, é do juiz Franscisco João Damasceno. O gestor e a vice Maria do Socorro de Oliveira Mesquista foram acusados de abuso de poder nas eleições 2012. Ela também perde o cargo e uma nova eleição deve ser realizada, segundo o juiz. É a 2 cassação do prefeito em 4 meses.

Franscisco João Damasceno também declarou Odival Andrade e sua vice inelegíveis por 8 anos. Ele determinou ainda que o presidente da Câmara Municipal assuma o cargo até a realização de novas eleições de forma imediata.

1ª Cassação

Odival Andrade foi cassado pela primeira vez no dia 19 de dezembro do ano passado, também por decisão do juiz Francisco Damasceno. O gestor e a vice foram acusados de desvio de verbas públicas. A defesa do prefeito recorreu da decisão junto ao TRE e conseguiu, no dia 08 de janeiro deste ano, uma liminar para que o socialista aguardasse no cargo o julgamento do processo pelo plenário do tribunal.

Em nota, o prefeito reagiu com tranquilidade e lamentou uma nova decisão com o mesmo conteúdo da ação anterior. “É lamentável que queiram insistentemente calar a voz do povo de Piripiri. Os piripirienses decidiram, em 2012, nos dando 18.900 votos, que queriam o nosso nome como prefeito da cidade, reprovando o velho regime autoritário e opressor que se estabelecia na cidade há 30 anos. Mas parece que isto não está sendo considerado. E novamente tentam desrespeitar a soberania das urnas, a vontade do povo”, afirmou Odival.

Para o prefeito, os mesmos fatos alegados nesta nova Ação de Investigação Judicial Eleitoral já foram afastados e seus argumentos, aceitos, na Ação Cautelar que o manteve no cargo. “Não há nada de novo nessa discussão requentada. Nem mesmo a perseguição insistente de que eu sou alvo. A minha sorte é que o povo de Piripiri me conhece. Sabe de meu caráter e não aceita que sua decisão nas urnas seja mudada no tapetão”, frisa Andrade.

Odival disse que seus advogados já trabalham para tornar sem efeito a decisão. “A exemplo da outra ação, está também não prosperará porque os seus argumentos não se sustentam. A justiça, de novo, será feita ao final. O povo de Piripiri pode ficar tranquilo que tudo se restabelecerá”, finaliza.

Assim como da outra vez, cabe recurso ao TRE, já que a decisão é de 1ª instância.

via:  CidadeVerde.com.

Tags: , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE