Menu...

13 de dezembro de 2017

Jovens usam as redes sociais para ameaçar policiais militares


Hospital de Olhos

Em maio de 2014, um adolescente foi baleado por outro dentro de um shopping da capital. O crime ocorreu dias após os dois trocarem ameaças através de seus perfis no Facebook.

O fato chamou a atenção das autoridades e dos pais de adolescentes para as consequências perigosas que podem ser geradas pelo uso não supervisionado da internet por menores de idade.

Agora, um novo caso comprova esse problema. Três jovens teriam utilizado seus perfis para dirigir ameaças e insultos a policiais militares.

Um deles postou “Matar os policia (SIC) é minha meta. Vou matar esses p*****”.

“ESSE MUNDO ME ENCINOU (SIC) A ROUBAR, ESSE MUNDO ME ENCINOU A MATAR, ESSE MUNDO ME ENCINOU A VIVER DE UM JEITO QUE NAO DAR PRA MUDAR….”, publicou o mesmo jovem, em outra ocasião.

Outro jovem refere-se aos PMs como “vermes fardados” numa postagem no Facebook. Nos comentários, uma garota afirma que a Força Nacional “não tá com nada (SIC)” e que “de força não tem nada”.

Um terceiro rapaz, mais ousado, publicou na própria página dos policiais: “Vai morrer tudinho bando de filadaputa se fu***”.

Todas as postagens e seus respectivos autores foram expostos na página denominada “Plantão Policial PI”, que seria alimentada por policiais militares. Pelas fotos dos perfis não é possível determinar se os responsáveis pelas ameaças são ou não menores de idade, mas provavelmente todos têm, no máximo, 20 anos.

Em resposta às ameaças, os administradores da página questionam se os pais dos jovens não vêem o que eles fazem na internet, e avisam que “um dia a casa vai cair” pra eles.

À reportagem do portal O DIA, o major Lucena, chefe do setor de Relações Públicas da Polícia Militar, informou que a instituição não responde por páginas não oficiais na internet, mesmo que sejam mantidas por policiais militares.

Com relação às ameaças, Lucena informou que a corporação não as considera um risco real para os policiais, mas isso não significa que os autores das postagens não estejam sendo monitorados pelo serviço de inteligência da Polícia Militar. “São ameaças genéricas. Não há razão para darmos uma resposta a esse tipo de coisa. A preocupação sempre existe, claro. Afinal, todo policial se expõe em seu trabalho. Usa farda, sai às ruas com o nome à mostra. Mas esse tipo de postagem não representa um perigo real, a princípio. Ainda assim, provavelmente todas essas informações estão sendo coletadas pela inteligência da PM”, afirma o major.

Fonte: Portal O Dia

 

Tags: ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE