Menu...

14 de dezembro de 2017

Em nota, OAB-PI repudia mortes de mulheres no Piauí


Hospital de Olhos

A Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Piauí, repudiou neste domingo (1), os assassinatos de duas mulheres em Teresina e outras duas no interior do estado. As mortes aconteceram entre sexta-feira e sábado. O último caso foi registrado na madrugada de hoje, no bairro Poti Velho.

“A conduta dos agressores dessas mulheres, evidentemente criminosa, merece rechaço e apuração pelas autoridades competentes”, diz a nota.

A OAB disse ainda que envidará todos os esforços no sentido de apuração desses crimes e realizará campanhas de conscientização e informação sobre a violência de gênero. “Vale destacar, ainda, a defesa incondicional da Comissão da Mulher Advogada à inclusão do feminicídio no Código Penal, apoiando o projeto de lei já aprovado no Senado Federal, que agora tramita na Câmara dos Deputados”, afirma a Ordem.

Confira a nota na íntegra:

A Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Piauí, por meio da Comissão da Mulher Advogada, vem a público manifestar o seu mais absoluto repúdio aos assassinatos de duas mulheres na cidade de Teresina e de outras duas no interior do Estado, na zona rural da cidade de Picos, noticiados pela imprensa local como ocorridos nesta ultima semana.

Em outro caso noticiado na ultima quinta-feira (26), sob apuração pela Secretaria de Justiça do Estado do Piauí, foi denunciada a pratica de estupro contra uma detenta no presidio feminino de Teresina.
A conduta dos agressores dessas mulheres, evidentemente criminosa, merece rechaço e apuração pelas autoridades competentes.

Assim, OAB-PI, por óbvio, condenando todos os atos de violência contra as mulheres, e, com maior rigor os que também atentam contra a vida e a integridade física, não mede esforços no socorro a tal descalabro. Aproveitando a passagem do mês de março, quando se registra o dia internacional da mulher, envidará todos os esforços no sentido de apuração desses crimes e realizará campanhas de conscientização e informação sobre a violência de gênero.

Vale destacar, ainda, a defesa incondicional da Comissão da Mulher Advogada à inclusão do feminicídio no Código Penal, apoiando o projeto de lei já aprovado no Senado Federal, que agora tramita na Câmara dos Deputados.

A construção de uma sociedade igualitária, livre de qualquer forma de discriminação e violência, é uma tarefa de todos(as) cidadãos(ãs) e sempre será objetivo norteador desta Comissão e da OAB/PI.

Denison Duarte – Amarante (PI)

Tags: , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE