Menu...

22 de junho de 2018

Morre em Teresina o ex-comandante da Polícia Militar Coronel Prado


Hospital de Olhos

Na tarde desta segunda-feira, 20, morreu em Teresina o coronel Francisco Prado, conhecido na Polícia Militar do Piauí como coronel Prado. Ele veio a óbito no hospital Prontomed, em Teresina. O ex-comandante tinha 63 anos e sofria de complicações em decorrência de um câncer no fígado.

Francisco Prado foi comandante da Polícia Militar nos dois primeiros governos de Wellington Dias, assumindo o posto em 2006 e permanecendo até o ano de 2011.

Segundo o coronel Lídio, Prado passou mal nesta manhã e foi internado às pressas, mas não resistiu e morreu. O corpo ainda está no apartamento Girassol, no 5º andar do hospital Prontomed.

Informações repassadas são de que um rápido velório será realizado na capela da PM e ainda hoje o corpo deve seguir para o município de Picos, onde será velado na Câmara Municipal e enterrado na zona rural do município. Prado nasceu no estado do Ceará, mas residia no Piauí há 40 anos.

“A Polícia Militar perde um grande nome. A PM tem uma história antes e depois dele. Era um guerreiro e vivia pela instituição 24h. Foi um grande gerenciador da PM e trouxe um avanço muito grande. É uma perda inesperada”, disse o coronel Lídio.

Major Sá Júnior, Coronel Júlia, o secretário de Segurança Fábio Abreu, dentre outros representantes da PM, estão chegando ao local.

O secretário de Segurança, Fábio Abreu, também lamentou a morte do Coronel Prado, que segundo ele, revolucionou o modelo de trabalho da PM. “Nossa corporação perde muito. Estamos enlutado”, disse o secretário.

GOVERNADOR DIVULGA NOTA DE PESAR
Em seu Facebook, o governador Wellington Dias postou nota de pesar pela morte do militar. “É com muita tristeza que recebo a notícia da morte do coronel Francisco Prado, nesta segunda-feira, 20 de abril. Meu amigo pessoal, ele foi comandante-geral da Polícia Militar do Piauí em nossa gestão anterior e deixou o comando em 2011. Para nós, como piauienses, uma perda irreparável e que deixará grande lacuna na corporação, pelo seu amor incondicional à instituição e ao Piauí, que serviu com humildade, perseverança e preocupação com o zelo, a ordem e o bem geral da população”, traz a nota.

A assessoria de imprensa do hospital aguarda autorização da família para divulgar o boletim médico sobre o falecimento.

Fonte: 180graus

Tags: ,

Comente aqui

odio amet, pulvinar mi, ut justo adipiscing Donec libero. dolor.