3:11 pm - terça-feira novembro 24, 0257

Cirurgias são canceladas por falta de sangue no Hemocentro do Piauí

Edição e postagem: Leomar Duarte, em 20-10-2014 20:18 | Última modificação: 20-10-2014 20:18
Hospital de Olhos

A dona de casa Zelina Da Silva já estava a caminho do centro cirúrgico quando foi informada que a cirurgia não seria mais realizada devido à falta de sangue no hospital. Ela, que chegou a levar dois doadores, ficou assustada com a notícia de que o estoque de sangue compatível ao seu estava insuficiente.

“Uma pessoa que entra na sala de cirurgia e, quando chega lá, uma pessoa diz que você não pode mais fazer a cirurgia porque o sangue não era compatível com o da gente é triste”, disse Zelina.

Atualmente, o Piauí possui um único banco de sangue, que é o Centro de Hematologia e Hemoterapia (Hemopi), localizado na Rua Primeiro (1º) de Maio, Nº 235, Centro/Sul de Teresina. O espaço teve uma queda de 30% de doadores neste mês de outubro, e esses dados são preocupantes porque o Hemopi abastece hospitais públicos e privados de todo o estado.

No Hospital Getúlio Vargas, por exemplo, de quatro a cinco cirurgias são canceladas mensalmente devido à ausência de sangue; os do tipo negativo são os mais raros. “O tipo A, B ou O negativos são os mais raros e, por isso, terminam tendo um estoque menor. Tudo isso traz transtornos para pacientes e familiares”, comentou a diretora do HGV, Clara Leal.

Doar sangue
Podem doar sangue às pessoas com idade entre 16 e 68 anos, que estejam saudáveis e pesem acima de 50 kg.

Para Rosilene da Silva, doadora há quatro anos, a doação é um gesto simples de amor ao próximo. “Eu vim doar sangue porque tem muita gente precisando”, afirmou, e faz um chamando para que as pessoas sejam solidárias e doem sangue para ajudar a salvar vidas.

Fonte:G1 Piauí

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE