Menu...

18 de dezembro de 2017

Central de Artesanato Mestre Dezinho será revitalizada


Hospital de Olhos

A nova diretora já está articulando eventos culturais para que o espaço volte a ser palco de shows de música e espetáculos

Revitalizar a Central de Artesanato Mestre Dezinho, promovendo eventos que aliem entretenimento e cultura, além de incentivar rodas de negócios que otimizem a comercialização das peças dos artesãos piauienses. Essas são algumas das prioridades da nova gestora do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Piauí (Prodart), Jacqqueline Melo. A nova diretora já ocupou o cargo em 1991 e agora retorna à função a convite do governador Zé Filho.

Para Jacquelino Melo, o principal objetivo do Prodart hoje é estimular o artesanato do Piauí e apoiar os artistas locais através do fortalecimento do comércio dentro e fora do estado. “Queremos desenvolver ainda mais o programa de artesanato e propor novas ações que viabilizem a comercialização das peças dos artistas piauiense. Sentimos que precisamos avançar e enfrentar as dificuldades, estimulando, inclusive, o consumo das peças dentro do nosso estado. Além de garantir e também aumentar a participação do Piauí em feiras nacionais”, revela.

A diretora explicou ainda que já está articulando eventos culturais para que a Central de Artesanato seja utilizada como um espaço de arte e cultura, atraindo, assim, novos visitantes e transformando o local numa nova opção para a realização de shows musicias e espetáculos em Teresina.

“Nessa última quarta-feira, tivemos uma reunião com a Fundação Cultural do Piauí para tentar trazer o projeto Boca da Noite para cá, com a proposta de aliarmos as duas coisas, arte e entretenimento. Durante a realização dos shows, queremos oferecer comidas típicas, peças, objetos do Piauí, como mais uma forma de otimizar a comercialização do artesanato e atrair novos visitantes para a Central”, explica.

Mestre Carlos( Foto: Marcelo Cardoso)

Arte da terra

Na Central de Artesanato Mestre Dezinho funcionam, atualmente, três lojas sob responsabilidade direta do Governo do Estado, onde podem ser encontradas diversas obras de artistas locais como esculturas, bordados, joias, arte santeira e até móveis, que estão disponíveis para quem admira e valoriza o artesanato piauiense.

Um dos artesãos que trabalham na Central, o mestre Carlos, afirma se sentir feliz em saber que existe um órgão que promove e se preocupa com o artista local. “É muito importante ter alguém que nos ajude na nossa produção. Eu faço de tudo, não tenho algo que trabalhe especificamente, mas hoje invisto na restauração de obras, e também faço esculturas sob encomenda”, conta.

Para a nova diretora, o Prodart tem que formalizar e apoiar realmente o artesão através também da qualificação. “É nesse sentido que vamos trabalhar juntos, e quero que saibam que aqui é realmente a casa do artesão e que a porta da diretoria está aberta para todos,” finaliza


Tags: , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE