Menu...

25 de junho de 2018

Câmara cassa prefeito suspeito de matar a esposa com um tiro no Piauí


Hospital de Olhos

A Câmara de Vereadores de Lagoa do Sitio, 240 km de Teresina, cassou o mandato do prefeito da cidade José de Arimatéas Rabelo, o Zé Simão (PT). Segundo a Polícia Civil, ele é suspeito de matar a esposa Gercineide Monteiro em fevereiro deste ano. A sessão extraordinária ocorreu nessa sexta-feira (24) e durou cinco horas.
O presidente do legislativo municipal, Francisco Itamar dos Reis (PT), contou que os vereadores apreciaram quatro itens que constavam em um relatório feito pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). O vice-prefeito, Antônio Benedito de Moura, assumiu o cargo.

O crime aconteceu em fevereiro deste ano. Além dele, a empregada doméstica do casal Noêmia Maria da Silva Barros está presa por ser considerada pela polícia como suspeita do crime.

Os itens apreciados pelos vereadores foram: ausência do prefeito da cidade por mais de 10 dias sem a permissão da câmara municipal; conduta incompatível com a dignidade e o decoro próprio do cargo, decorrente da prisão em flagrante sob a acusação de assassinato de sua esposa; irregularidades na construção de uma pista de MotoCross, em que a empresa contratada para realizar a obra não fez o serviço.

O último item analisado foi a celebração de empréstimos consignados por parte dos servidores municipais que tinham o dinheiro retido pela prefeitura, mas não era repassado para a instituição financeira.

“Em dois itens citados, os parlamentares decidiram pela cassação do mandato. Nos outros, houve uma diferença de votos. O certo é que o prefeito que estava interinamente afastado terá seu desligamento da prefeitura municipal definitivamente”, declarou o presidente da Câmara Municipal, Francisco Itamar.

Segundo Itamar, todos os prazos foram estabelecidos e a decisão será publicada no Diário Oficial do Município na segunda-feira ( 27). A justiça Eleitoral também será informada da decisão para formalizar a cassação. Zé Simão pode recorrer da decisão junto ao Tribunal de Justiça do Piauí.

Fonte: G1

Tags: ,

Comente aqui

mattis elit. mi, Praesent ipsum id,