AMARANTE

ESPORTES

Pedro brilha, Flamengo bate Athletico e prossegue na Copa do Brasil

Publicado em

ESPORTES


Nesta quarta-feira (4), no Rio de Janeiro, o centroavante Pedro foi novamente o principal nome do Flamengo. Desta vez, balançando duas vezes a rede e comandando a vitória por 3 a 2 sobre o Athletico Paranaense, no Maracanã, que garantiu a classificação do Rubro-Negro carioca nas oitavas de final da Copa do Brasil. O sorteio dos confrontos das quartas será nesta sexta-feira (6).

O time dirigido pelo catalão Domenèc Torrent entrou em campo com a vantagem de ter vencido a partida de ida, há uma semana, por 1 a 0 na Arena da Baixada, em Curitiba. O empate seria o suficiente para levar o atual campeão brasileiro à próxima fase. Ao Furacão, só uma vitória por dois gols de diferença interessava. Caso a equipe paranaense vencesse por um gol de saldo, o confronto seria decidido nos pênaltis.

Os 74% de posse de bola e os 317 passes trocados (o triplo do Athletico), segundo o site Sofascore, mostram o domínio do Flamengo na primeira etapa. Aos 23 minutos, o lateral Matheuzinho cruzou pela direita, Pedro dividiu com o zagueiro Thiago Heleno, girou e mandou para as redes com tranquilidade. Dez minutos depois, outra assistência de Matheuzinho e outra finalização de Pedro para o gol. O hat-trick só não saiu porque o goleiro Santos, aos 44, salvou uma tentativa de cavadinha do atacante.

Se do meio para frente o time carioca tinha controle do jogo, o sistema defensivo, exposto como em outras partidas, parecia em outra sintonia. Uma saída de bola equivocada aos 26 minutos culminou na marcação de um pênalti do zagueiro Léo Pereira no atacante Carlos Eduardo, anulado após o árbitro Rodrigo Dalonso Ferreira conferir o lance no vídeo. Já aos 40, o volante Erick aproveitou erro de passe do volante William Arão e bateu da entrada da área, diminuindo o prejuízo do Furacão.

Leia Também:  Flamengo é campeão da Taça Guanabara

No segundo tempo, o Athletico obrigou o goleiro Hugo Souza a duas boas defesas – primeiro em cabeçada de Thiago Heleno, depois em finalização de Carlos Eduardo. Mas não demorou para o Flamengo recuperar o comando do jogo. O volante Thiago Maia até balançou as redes, mas o lance foi anulado por impedimento do lateral Maurício Isla na origem do lance. Aos 38, não teve jeito: o atacante Michael aproveitou rebote de Santos e selou a classificação. Aos 42, o atacante Bissoli diminuiu outra vez para o Furacão, mas tarde demais.

Os dois times voltam a campo no fim de semana pela Série A do Campeonato Brasileiro. No sábado (7), o Athletico recebe o Fortaleza na Arena da Baixada, em Curitiba, às 18h (horário de Brasília). Já no domingo (8), o Flamengo visita o Atlético-MG no Mineirão, em Belo Horizonte, às 18h15, em confronto direto pela liderança.

América elimina Timão

Se a maior torcida do Brasil comemorou a classificação na Copa do Brasil, a segunda maior teve que se despedir da competição. No Estádio Independência, em Belo Horizonte, Corinthians e América-MG ficaram no 1 a 1. Como venceu a partida de ida por 1 a 0, há uma semana, na Neo Química Arena, em São Paulo, o Coelho avançou às quartas de final pela primeira vez.

Mesmo com a vantagem no placar agregado, o América tomou a iniciativa e foi superior na etapa inicial, mas não foi eficiente na conclusão dos lances. Dos 11 chutes, apenas quatro foram em direção ao gol de Cássio. Na melhor chance, aos 41 minutos, o meia Geovane bateu de fora da área e obrigou o goleiro alvinegro a se esticar no canto esquerdo para evitar o gol. O Timão, apesar de ter a bola, foi incapaz de agredir o Coelho.

Leia Também:  Flamengo engata 15 partidas de invencibilidade e já pensa no Coritiba

O Corinthians voltou do intervalo mais objetivo. Aos nove minutos, o goleiro Matheus Cavichioli fez grande defesa em cabeçada de Davó. No lance seguinte, o atacante corintiano foi derrubado por Anderson Jesus na área. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, que tinha dado tiro de meta, conferiu a jogada no vídeo e anotou pênalti do zagueiro, convertido pelo lateral Fagner.

Os mineiros seguiram em cima. Aos 35 minutos, o árbitro viu toque de mão do lateral Lucas Piton na grande área, assinalando a penalidade. O atacante Rodolfo bateu e deixou tudo igual. O Timão se lançou ao ataque, ainda que de forma desordenada, quase voltando a frente em finalização do volante Gabriel que o zagueiro Messias salvou em cima da linha, aos 42 minutos. Foi o último suspiro alvinegro na Copa do Brasil.

As duas equipes têm compromisso no fim de semana. Pela Série B do Brasileirão, o América recebe a Ponte Preta às 18h30, no Independência – o Coelho é o terceiro colocado. No mesmo dia, às 21h, o Corinthians vai a Goiânia enfrentar o Atlético-GO, no Estádio Olímpico, pela Série A.

Edição: Fábio Massalli

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ESPORTES

Com golaço de Marta e brilho de novata, Brasil bate Argentina de novo

Publicados

em


A seleção feminina de futebol voltou a derrotar a Argentina, agora no estádio Almeidão, em João Pessoa. Nesta segunda-feira (20), as brasileiras levaram a melhor no amistoso por 4 a 1, com gols da estreante lateral Yasmin, da meia Kerolin e das atacantes Marta e Debinha. Na última sexta-feira (17), a equipe comandada por Pia Sundhage já havia ganhado das rivais por 3 a 1 no estádio Amigão, em Campina Grande (PB).

As brasileiras foram a campo com duas mudanças em relação ao amistoso anterior. Na defesa, a zagueira Daiane entrou no lugar da lateral Bruninha. Com isso, Antônia, que atuou no miolo de zaga no último jogo, assumiu o lado direito, com Daiane e Erika formando a dupla central e Tamires na esquerda. No ataque, Nycole jogou com Marta, substituindo Ludmilla.

Apesar de demorar para acertar o último passe, o Brasil dominou o primeiro tempo. Aos dez minutos, a volante Angelina balançou as redes, mas o gol foi invalidado por falta de Kerolin no lance. Aos 18, Marta chutou da entrada da área e obrigou a goleira Laurina Oliveros a se esticar para espalmar pela linha de fundo. Na sequência, Nycole bateu o escanteio pela direita, Oliveros saiu mal e Kerolin, livre, completou para as redes vazias, na segunda trave.

As brasileiras mantinham a posse no campo rival e só encontravam alguma resistência das argentinas entre a intermediária e a entrada da área. Foi dali que Marta, aos 36 minutos, acertou uma cobrança de falta perfeita, no ângulo esquerdo de Oliveros, marcando pela 117ª vez pela seleção. Um golaço que, certamente, agradou ao Rei Pelé, que assistiu ao jogo no quarto que ocupa no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde se recupera de uma cirurgia para retirada de um tumor no intestino.

Na etapa final, Pia sacou Kerolin, Daiane e Tamires para as entradas de Ludmilla, Yasmin e da zagueira Lauren, sendo as duas últimas estreando na seleção principal. Quis o destino que, aos dois minutos, saísse dos pés de Yasmin, na esquerda, o cruzamento para Debinha, de cabeça, fazer o terceiro do Brasil. Por ironia, uma falha de Lauren, no lance seguinte, foi aproveitada pela atacante Mariana Larroquette, que descontou o prejuízo das visitantes.

As argentinas tiveram pouco tempo para comemorar. Aos seis, Marta tomou a bola na intermediária e abriu para Yasmin invadir a área pela esquerda e bater cruzado, no canto direito de Oliveros. Na sequência, Debinha ainda teve duas boas chances de ampliar, mas parou na goleira rival.

Leia Também:  Flamengo vence duelo emocionante com Minas e segue 100% na Champions

À medida que a partida transcorreu, Pia fez outras alterações e a intensidade brasileira naturalmente diminuiu. A Argentina tentou aproveitar a queda e marcou mais presença no campo brasileiro que no primeiro tempo, sem êxito. Na melhor oportunidade, aos 24 minutos, a meia Florencia Bonsegundo fez fila ao invadir a área canarinho, mas Lauren fez um desarme providencial na hora da finalização.

A próxima data Fifa (período voltado a jogos entre seleções) feminina será entre os dias 18 e 26 de outubro. O Brasil ainda não tem adversário definido.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA