AMARANTE

ECONOMIA

Origem Premium: carne da Raça Araguaia conquista o mercado de alimentação saudável

Avatar

Publicado em

ECONOMIA


Em expansão, o mercado de carnes especiais se transformou nos últimos anos. Com um público mais exigente e preocupado com a qualidade, os consumidores optam em comprar carnes nobres e fidelizam pela sofisticação de cortes especiais, principalmente, pela maciez e sabor.


Elaborada para atender o mercado de carnes nobres, a Origem Premium oferece produtos que correspondem aos mais altos padrões da gastronomia. Os animais de Raça Araguaia são criados com dieta balanceada, garantindo uma carne com baixo teor de gordura proporcionando uma experiência degustativa agradável.


Todo esse cuidado está conquistando mais adeptos às carnes gourmet no Brasil, tendência que justifica a procura cada vez maior por carnes Premium e serviços personalizados. A linha Origem Premium tem se consolidado no estado de São Paulo, e já conta com diversos pontos de distribuição entre o interior e a capital paulista, seus artigos de excelência levam o grupo a ter projeções otimistas quanto às vendas do produto, e estão dispostos a inserir ao cardápio maciez, sabor e sustentabilidade para cativar os consumidores mais criteriosos, enfatiza o sócio-diretor da Origem Premium, Alexander Estermann.

“O Programa de Certificação Origem Premium garante qualidade, procedência e reconhecimento aos nossos produtos pelos cortes nobres que oferecemos. A carne Origem Premium está disponível em Araçatuba, e pode ser encontrada em diversos pontos da Grande SP. Estamos empenhados para aumentar ainda mais o nosso plantel de animais puros e cruzados para atender o mercado de carnes selecionadas que está em crescimento”.

Leia Também:  Ministro quer aprovação do novo marco regulatório do gás este ano


Mudança comportamental, que gerou novas oportunidades para empreendedores atentos em corresponder a essa tendência de mercado. Especializada em produtos saudáveis a Dr. Muscle Empório Fitiness, sediada em Araçatuba (SP), ao perceber os novos hábitos e atentos a crescente demanda do segmento, apostou no setor de carnes nobres e selecionou entre a gama de produtos da linha para o bem-estar de seus clientes, cortes Origem Premium. O espaço trouxe um novo conceito para o churrasco, oferecendo o melhor sabor a quem quer explorar as texturas de cortes distintos, garante o chef Paulo Fernandes da Silva, que dedica sua vida à gastronomia.

“Gordura não é sinônimo de sabor, esse paradigma vem sendo quebrado cientificamente, e quanto ao sabor é muito subjetivo e individual. Afirmar que uma carne que tem gordura é saborosa é o mesmo que dizer, sobre manga com leite fazer mal. Esclarecido este fator, destacamos que o baixo teor de gordura da carne Araguaia, torna o produto mais saudável. O Araguaia apresenta inclusive, uma acidez característica de animal jovem e sadio, gerando uma grande diferença na qualidade do corte, permitindo ousar na receita, por exemplo, ao fazer um sashimi e ceviche de carne cru, pratos bem diferentes e só são possíveis com Araguaia pela estrutura da carne. É também, recomendada para o consumo diário, permite melhor digestão, sendo extremamente versátil para o cardápio do dia a dia,” destaca o especialista.

Leia Também:  Antecipação do BPC e do auxílio doença é prorrogada até 30 de novembro


A origem da carne também se tornou fundamental na hora de incrementar o almoço. Macia & Saborosa, Saudável & Sustentável, essa é a nossa carne! A Origem Premium é uma empresa que se preocupa com o seu paladar, com a saúde e com a experiência gastronômica de todos os que consomem os nossos produtos. Aos pecuaristas interessados em conhecer e participar do Programa de Produção Origem Premium, basta acessar o site (www.origempremium.com.br) e se cadastrar. Faça contato conosco!

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ECONOMIA

Dólar sobe para R$ 5,72 e fecha no maior valor em duas semanas

Avatar

Publicados

em


Influenciado pelo exterior e por tensões no mercado interno, o dólar voltou a superar a barreira de R$ 5,70 e fechou no maior valor em duas semanas. A bolsa de valores resistiu às pressões externas e subiu quase 1% em um dia de poucas negociações.

O dólar comercial encerrou hoje (12) vendido a R$ 5,722, com alta de R$ 0,047 (+0,84%). A moeda norte-americana iniciou a segunda-feira em baixa, chegando a R$ 5,63 na mínima do dia, por volta das 9h50. Depois das 12h, reverteu a tendência e passou a subir. A cotação atingiu o maior nível desde 30 de março, quando tinha encerrado a R$ 5,762.

Diferentemente do câmbio, o mercado de ações teve um dia de tranquilidade, marcado por ganhos. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 118.812 pontos, com alta de 0,97%. O indicador descolou-se do exterior, tendo subido o dia inteiro, enquanto os índices norte-americanos tiveram um dia de queda. A bolsa brasileira registra perda de apenas 0,17% em 2021.

Dois fatores contribuíram para a volatilidade no mercado de câmbio. Depois de dias de queda, as taxas dos títulos do Tesouro norte-americano de dez anos voltaram a subir nesta segunda. Juros mais altos nos papéis norte-americanos, considerados os investimentos mais seguros do mundo, pressionam a cotação do dólar em países emergentes, como o Brasil.

Leia Também:  IR: acaba hoje prazo para empresas entregarem informes de rendimentos

O impasse em torno das negociações sobre o Orçamento Geral da União de 2021 também voltaram a influenciar o dólar. O presidente Jair Bolsonaro tem dez dias para sancionar o texto, aprovado com o remanejamento de R$ 26,45 bilhões de despesas obrigatórias para emendas parlamentares impositivas. A equipe econômica recomendou o veto parcial, para evitar a violação do teto de gastos e questionamentos do Tribunal de Contas da União.

*Com informações da Reuters

Edição: Nádia Franco

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA