AMARANTE

Brasil

Operação Luz da Infância prende 27 por exploração infantil na internet

Avatar

Publicado em

Brasil

Vinte e sete pessoas foram presas nas ações da Operação Luz da Infância 7, deflagrada hoje (6) pelo Ministério da Justiça (MJ) e polícias civis de 10 estados. Segundo o MJ, 10 delas foram em São Paulo; oito em Santa Catarina; três no Pará; e três no Paraná. Alagoas, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul contabilizam até o momento uma prisão, cada.

A Operação Luz da Infância 7 foi deflagrada com o objetivo de identificar autores de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet no Brasil e em quatro outros países.

No Brasil, a legislação prevê pena que varia de um a quatro anos para quem armazena esse tipo de conteúdo. O compartilhamento de materiais desse tipo pode resultar em penas de três a seis anos; e, no caso de produção de conteúdo relacionado a crimes de exploração sexual, a pena varia de quatro a oito anos de prisão.

A operação cumpre 137 mandados de busca e apreensão em dez estados (AL, CE, GO, MT, PA, PR, RJ, RS, SC e SP). Há também frentes de ações na Argentina, Panamá, Paraguai e Estados Unidos. Segundo o MJ, nos EUA há medidas sendo cumpridas nas cidades de Knoxville, Nashville, Dallas, Raleigh e Pittsburgh.

Operação Luz da Infância do Ministério da Justiça na Argentina Operação Luz da Infância do Ministério da Justiça na Argentina

Leia Também:  Euclides: Os Sertões é marco do jornalismo
Operação Luz da Infância do Ministério da Justiça na Argentina – Ministério da Justiça

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasil

Catequista faz teste de Covid-19 e desaparece em mata no Ceará ao ser orientado a ficar em isolamento

Avatar

Publicados

em

Depois de fazer o teste de Covid-19 e ser orientado pelo médico a ficar em isolamento, o catequista Raimundo Oliveira, 61 anos, desapareceu em uma mata na cidade do Crato, no Ceará. O caso aconteceu há seis dias e, nesta segunda-feira (17), ele não havia sido localizado.

Câmeras de segurança de um galpão na rua Saturnino Candeia, no bairro Alto da Penha, registraram o último paradeiro do idoso. Ele caminhava próximo a uma áea de mata.

As buscas estão sendo feitas pelo Corpo de Bombeiros desde o dia do desaparecimento. O capitão Humberto Júnior disse ao G1/CE que aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aérea (Ciopaer) estão auxiliando nos trabalhos.

“Cada dia que passa continua a angústia, a dificuldade, a região lá é uma região de mata fechada. O Ciopaer já fez um sobrevoo e durante o voo não conseguiu encontrar nada, já usamos drones, toda a tecnologia que os bombeiros têm condição de ter nesses buscas, nós estamos utilizando. Cães que vieram de Fortaleza. E por falta de localização precisa fica muito difícil”, afirma.

Leia Também:  Ao vivo: Comando da Aeronáutica apresenta novas aeronaves F-39E Gripen

Ainda, de acordo com o capitão, as buscas ficarão mais difíceis se o catequista estiver escondido. “Se ele não quiser ser localizado vai ser muito difícil. Você pode passar muito perto dele e ele ficará calado e não vai dar nenhum sinal de vida. Nas condições de lá, uma mata fechada, tem água abundante, frutas, mas se ele estiver mais próximo à chapada ficará mais difícil ele sobreviver por mais alguns dias”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA