AMARANTE

ESPORTES

Olimpíada: Alison e Álvaro Filho vencem na estreia no vôlei de praia

Publicado em

ESPORTES


Os brasileiros Alison e Álvaro Filho começaram com vitória o torneio de vôlei de praia da Olimpíada de Tóquio (Japão). Eles derrotaram os argentinos Julián Azaad e Nicolas Capogrosso por 2 sets a 0 (parciais de 21/16 e 21/17), na noite desta sexta-feira (23) no Parque Shiokaze.

A dupla verde e amarela volta a entrar em quadra na próxima terça-feira (27), a partir das 0h (horário de Brasília), contra os norte-americanos Nick Lucena e Phil Dalhausser.

A outra dupla masculina, Bruno Schmidt e Evandro, estreia no próximo sábado (24), a partir das 23h, contra os chilenos Marco Grimalt e Esteban Grimalt.

As 24 duplas participantes do torneio foram divididas em seis grupos, nos quais as duas equipes que terminarem melhores colocadas avançam para as oitavas de final. Os dois melhores terceiros também passam de fase. Ainda acontecerá uma repescagem com os quatro piores terceiros da fase de grupos que garantirá mais duas vagas à próxima fase.

Leia Também:  Brasil tem 17 atletas no TOP-20 da World Athletics de 2020

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Australianas têm “muita motivação” para enfrentar Brasil, diz técnico

Publicados

em


A seleção feminina de futebol da Austrália estará motivada para jogar em casa pela primeira vez em mais de 18 meses quando iniciar a série de duas partidas contra as campeãs sul-americanas do Brasil, disse o técnico Tony Gustavsson.

As Matildas, que ocupam o 11º lugar do ranking mundial, recebem o Brasil, que ocupa a sétima colocação, no sábado e na próxima terça-feira no Estádio Western Sydney, voltando a atuar na terra natal pela primeira vez depois de sua vitória sobre o Vietnã na eliminatória olímpica de março de 2020.

Até 22.500 espectadores poderão assistir os jogos, já que o governo de Nova Gales do Sul permitiu uma capacidade de 75% graças às novas regras da covid-19.

“Sinto que há toneladas de motivação para disputar este jogo, assim como os torcedores nas arquibancadas”, disse Gustavsson aos repórteres nesta sexta-feira (22) “Espero que isto não seja interpretado como um desrespeito meu pelas outras coisas importantes de que se fala no momento, todos os acontecimentos no futebol feminino”, disse ele, referindo-se às alegações de abuso feitas pela ex-atacante australiana Lisa De Vanna. “Mas há muitas coisas para se empolgar aqui. A primeira vez na terra natal em 600 dias, jogar contra o Brasil, temos Alanna Kennedy, que é local, em sua 100ª convocação.”

Gustavsson pediu às jogadoras que recebam bem a pressão enquanto se preparam para a Copa do Mundo de 2023, que a Austrália sediará em conjunto com a vizinha Nova Zelândia.

Leia Também:  Bahia é eliminado e Campeonato Baiano terá inédita final do interior

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA