Covid-19: governo estuda extensão de validade de testes estocados

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


O Ministério da Saúde deve receber, ao longo desta semana, estudos de estabilidade estendida para testes de detecção de covid-19. A proposta é avaliar a possibilidade de extensão da validade de exames adquiridos pela pasta e que ainda estão em estoque.ebc Covid-19: governo estuda extensão de validade de testes estocadosebc Covid-19: governo estuda extensão de validade de testes estocados

De acordo com o ministério, a empresa Seegene, fornecedora dos testes, já está em contato com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o envio dos estudos, assim que disponibilizados pelo fabricante. O material será analisado pela agência, que concede o registro de utilização do produto.

“Uma vez concedido esse parecer técnico, o Ministério da Saúde elaborará uma nota informativa quanto à extensão da validade e segurança da utilização dos testes.”

Dados da pasta apontam que o país já testou mais de 10.491.142 pessoas, sendo 5.043.469 de exames do tipo RT-qPCR realizados de um total de 9.317.356 milhões distribuídos para laboratórios públicos dos estados. A extensão da validade seria uma saída para evitar o desperdício de testes estocados.

“A pasta ressalta que nenhum teste de RT-qPCR perdeu sua validade e os mesmos estão prontos para serem utilizados conforme demanda dos estados e municípios, em consonância com a gestão do SUS, que é tripartite.

Detalhamento

O Congresso Nacional convidou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a fornecer maiores detalhes sobre testes para diagnóstico de covid-19 armazenados. O convite foi aprovado nesta terça-feira (24) por deputados e senadores integrantes da comissão que acompanha as medidas de enfrentamento à pandemia.

Segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo, cerca de 6,8 milhões de testes do tipo RT-qPCR adquiridos pelo governo federal perderão a validade até janeiro de 2021.

A expectativa do presidente da comissão, senador Confúcio Moura (MDB-RO), é que a reunião com Pazuello ocorra até o dia 7 de dezembro.

“Com a curva de mortes subindo e o aumento de ocupação de UTIs [unidades de terapia intensiva], não podemos perder a chance de continuar testando a população contra o vírus”, destacou a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA).

*Com informações da Agência Senado.

Edição: Paula Laboissière

Fonte: EBC Saúde

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist