Menu...

21 de julho de 2018

Pedido para vestir verde e amarelo no 7 de Setembro causa mal estar no PT


Hospital de Olhos

O site oficial do PT convocou na quinta-feira (3) seus militantes a usar verde e amarelo nas manifestações de 7 de Setembro. A conclamação, saída do diretório do PT do Distrito Federal, provocou confusão.

Na quarta-feira (2), o site do PT publicou uma convocação dos militantes para ir às ruas em defesa do governo Dilma Rousseff. Em destaque, os petistas eram convidados a usar “verde e amarelo” no dia da Independência.

A proposta, feita por Wilmar Lacerda, integrante da Executiva Nacional do partido, provocou reação entre petistas e na imprensa. Em 1992, o então presidente Fernando Collor de Mello, pediu que seus apoiadores fossem às ruas vestindo verde e amarelo.

Em resposta, os brasileiros usaram negro, engrossando atos em favor do impeachment do presidente.Temendo associação, a cúpula do PT determinou a retirada da sugestão de vestimenta do texto, originalmente escrito para convocar os militantes a participar do “grito dos excluídos”.

Na manhã dessa sexta-feira (4) o presidente nacional do PT, Rui Falcão, telefonou para Wilmar Lacerda, autor da convocação, pedindo que esclarecesse que aquela não era uma proposta do partido.

Reprodução Site do diretório nacional do PT pede que militância vá às ruas com a bandeira do Brasil e do partidoSegundo Wilmar, o uso do verde e amarelo foi proposto no dia 20 de agosto, numa reunião da CUT para organização do “Grito dos excluídos”.

Ainda segundo Wilmar, um jornalista do PT o procurou para fazer uma reportagem sobre o ato. “Eu vou usar uma camisa amarela e falei sobre isso. Mas não sabia o que seria publicado. Como vou saber o que um jornalista escreve? Como vou saber o que você vai escrever?”, justificou Wilmar, alegando que não vê qualquer problema no uso das cores da bandeira nacional no dia da Independência.

Wilmar conta que os organizadores do protesto estão produzindo uma “bandeira gigantesca do Brasil” e afirma que não vê associação com o apelo de Collor.”Não foi a presidente Dilma, não foi o PT, não foi o diretório nacional. Embora não veja problema no uso de verde e amarelo, sei que houve uma confusão”.

Militantes do PT reagiram contra e a favor da proposta no site do partido. O presidente do PT, Rui Falcão, negou que essa seja uma decisão do partido, sem explicar por que reproduziu o texto nas redes sociais.

O secretário de comunicação, Alberto Cantalice, afirma que não há convocação para uso do “verde e amarelo”: “A única coisa que estamos apoiando, como fazemos há 21 anos, é o grito dos excluídos”, argumenta.

OPOSIÇÃO

Até agora, as cores têm sido usadas pelos manifestantes que pedem a saída de Dilma.

Às vésperas do segundo turno das eleições presidenciais de 2014, Aécio Neves (PSDB-MG), que foi derrotado pela petista, pediu que seus simpatizantes fossem às ruas de verde e amarelo no dia anterior ao pleito.

Ele mesmo apareceu na janela de seu apartamento no Rio com uma camisa da seleção em 15 de março, dia que registrou a maior quantidade de pessoas nos atos contra o governo.

Fonte: Folha de S.Paulo

Tags:

Comente aqui

Lorem Nullam et, elit. felis Praesent dictum non