internet de alta velocidade governo do piauí

Governo avança na implantação de internet de alta velocidade em 98 municípios piauienses

Hospital de Olhos
Publicidade | Somos Notícia

Em dois anos, o Governo do Piauí tem como meta instalar 1.500 pontos de acesso à internet por meio de fibra ótica, que beneficiarão a população por meio dos serviços oferecidos pelo Estado e das redes gratuitas de wifi, que serão instaladas em praças públicas. A ação se dá por meio do projeto Piauí Conectado, fruto de parceria público-privada em que o Governo do Estado do Piauí investe na implantação de cinco mil quilômetros de fibra ótica em 98 municípios piauienses.

O objetivo é levar serviço de internet de qualidade a 80% da população. A iniciativa tem avançado a cada dia no cumprimento das metas e vem mudando a vida e o cotidiano dos piauienses e o trabalho nos órgãos que já fazem uso de uma internet com velocidade de 30 megabytes.

O professor de informática, Davi Jonas, disse que a velocidade da internet no Patronato Nossa Senhora de Loudes, em Campo Maior, passou de 2Mb para 30Mb e isso tem possibilitado que os alunos utilizem melhores recursos tecnológicos na aprendizagem. “Antes, a gente não podia assistir vídeos no YouTube, por que a velocidade não dava. Com o Piauí Conectado e a conexão mais veloz é possível assistir videoaulas, canais de educação e os próprios vídeos produzidos pela Secretaria da Educação (Seduc). Hoje, temos internet em diversos ambientes da escola, o que antes era reduzido ao laboratório de informática”, comentou o docente.

Clique no banner e faça suas apostas | Somos Notícia

Davi Jonas enfatizou que os alunos agora podem utilizar programas que permitem a imersão no mundo digital. “Posso ensinar a utilizar programas e ferramentas de programação que poderão ser úteis, inclusive, no mercado de trabalho. Melhorando o acesso é um mundo de possibilidades que se abre”, declarou o professor.

A utilização da internet por fibra óptica também tem melhorando o dia a dia nas rotinas administrativas dos hospitais, como é o caso do Hospital Regional de Campo Maior. A diretora da unidade, Celene Fontenele, ressaltou que há três meses o Piauí Conectado é utilizado na unidade e que a internet tem sido de muita relevância para o hospital, dando mais agilidade e segurança a alguns processos administrativos.

“Temos a necessidade da internet em quase 100% dos nossos serviços. Desde a assinatura do ponto eletrônico dos nossos servidores (que é ligado à ATI e à Secretaria de Estado da Administração e Previdência), quanto para manter os cadastros e prontuários dos pacientes atualizados. Temos que fazer o que chamamos de regulação no Sistema Único de Saúde (SUS), que permite ao paciente que faz o cadastro aqui e que tenha necessidade de ir para um hospital de alta complexidade, já leve todo o seu histórico atualizado, isso facilita muito a recepção e dá mais rapidez no atendimento. Todo o sistema de informação do nosso hospital está interligado com os prontuários eletrônicos. Cada paciente tem a evolução registrada”, explica a gestora.

Publicidade | Somos Notícia

Emprego e renda

O Piauí Conectado também tem impactado na vida da população e gerado emprego e renda. O projeto já emprega 109 pessoas direta e indiretamente, entre cabistas, conectores, profissionais de TI, projetistas de rede e toda a parte administrativa. A expectativa é que esse número venha a aumentar.

De acordo com o diretor de operações da SPE Piauí Conectado, Leonardo Chagas, a empresa tem como diferencial a capacitação dos colaboradores. “Nossa seleção é baseada na inclusão de pessoas da própria comunidade para trabalhar na empresa, para isso também possibilitamos a capacitação nesse tipo de tecnologia”, destacou o gestor.

Wagnilson Portela é um dos empregados do Piauí Conectado que teve a oportunidade de aprender o ofício. “Estou aqui desde março. Eu trabalhava antes como frentista em um posto de gasolina, estava desempregado e fui selecionado pela empresa, aqui fui capacitado e fui aprendendo no dia a dia com os companheiros. Essa foi uma oportunidade muito boa, aqui minha carteira é assinada e isso dá mais segurança para mim e para minha família”, comentou o técnico de redes.

O cabista José da Silva também é só agradecimento pela oportunidade de trabalhar na empresa e contribuir para que a internet de qualidade chegue à população dos municípios. “O mundo do desemprego não é fácil. Aqui aprendi a fazer a fusão e estou muito feliz com o meu emprego, pois tenho dois filhos para sustentar. Espero que o projeto não pare e que eu possa continuar aqui até o fim do contrato e, se possível, prolongar. É muito bom também ver o nosso trabalho fazendo diferença na vida das pessoas. Fico feliz quando vejo as pessoas usando internet nas praças e de graça”, disse o trabalhador.

Essa perspectiva de poder crescer dentro da empresa também vem sendo experimentada por Francildo Costa. “Eu iniciei como projetista e estou há oito meses trabalhando na empresa, nesse período já fui promovido a gerente de projetos. Ser reconhecido pelo que você faz é gratificante”, disse muito empolgado.

Francildo explicou que o objetivo do Piauí Conectado é levar internet de qualidade para 98 municípios. Desses projetos, 40 já estão aptos e, e 20 em análise pela concessionária. “Mais de 56% dos projetos já foram aprovados e a previsão é que até o fim do ano todos estejam aprovados e para dar início às suas execuções”, comentou Costa.

Fonte: Ascom

Publicidade | Somos Notícia
Publicidade | Somos Notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *