criminoso preso em Bom Jesus ceará

Um dos criminosos mais procurados do Ceará é rastreado e preso no Piauí

A polícia prendeu no início da semana em Bom Jesus-PI um dos homens mais procurados do Ceará. Ele foi identificado como José Massiano Ribeiro, e é apontado como acusado de participar do homicídio de três policiais e assaltos a carros-forte no Ceará.

A ação envolveu a Delegacia de Repressões às Ações Criminosas Organizadas (Draco) do Ceará. De acordo informações, ele foi preso na comunidade Barra Verde, nas proximidades da BR-135, a aproximadamente 20 quilômetros de Bom Jesus.

José Marciano estava na lista dos mais procurados do Ceará, e levava uma vida normal no Piauí.

“Ele estava começando a trabalhar em uma empresa da Construção Civil e se fichou, acredito que foi por ai que conseguiram rastreá-lo e localizá-lo. Quem efetuou a prisão foi a Polícia Civil do Ceará, vieram cumpriram o mandado de prisão e foram embora. Não nos deram informação”, informou José de Anchieta, chefe de investigação da 9ª regional de Polícia Civil.

Antes de ser fichado na empresa, o homem era autônomo e tinha vida social tranquila na cidade. O policial acredita que José Marciano estaria na cidade há aproximadamente um ano. A prisão aconteceu na última segunda-feira (27)

Ele é apontado como acusado de envolvimento a assaltos a carros-forte no Ceará, como também na morte de policiais no município de Quixadá-CE, em junho de 2016. Ele era um dos poucos acusados de participação na morte dos policiais, que ainda estava foragido.

Os militares Francisco Guanabara Filho (50), primeiro sargento da PM; Antônio Joel de Oliveira Pinto (33), cabo da PM; e Antonio Lopes Miranda Filho (33), soldado da PM; foram mortos em confronto com bandidos no distrito de Juatama. Na ocasião, outro policial foi ferido e outros dois permaneceram algumas horas como reféns dos bandidos.

Os detalhes do trabalho policial foram apresentados, em coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (29) no auditório do Complexo de Delegacias Especializadas (Code).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *