Polícia Federal e Polícia Suíça prendem criminosos que extorquiam funcionário da ONU

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

Ribeirão Preto/SP – A Polícia Federal e a Polícia Federal Suíça deflagraram nesta quarta-feira (2/12) a Operação Geneve, para prender dois brasileiros e um homem com dupla nacionalidade, brasileira e suíça, os quais extorquiam funcionário da ONU, residente em Genebra, na Suíça.

As investigações se iniciaram quando o funcionário da ONU noticiou às autoridades suíças que estava sendo vítima de extorsão e ameaças de morte, que se estendiam a seus familiares, residentes na Suíça e no Brasil.

As autoridades suíças, por meio de pedido de cooperação internacional, solicitaram o auxílio do Ministério Público Federal em Ribeirão Preto/SP que, dentre outras providências, requisitou a instauração de inquérito policial para a apuração dos fatos.

Durante as investigações, conduzidas pela PF, foi possível apurar que o valor extorquido inicialmente era de 450 mil francos suíços, o equivalente a mais de R$ 2,8 milhões. Ainda, apurou-se que um irmão da vítima teria sofrido uma tentativa de atendado a bomba no Brasil.

A 6ª Vara da Justiça Federal em Ribeirão Preto e as autoridades suíças expediram mandados de prisão e de busca e apreensão e, deste modo, simultaneamente, os investigados foram presos na Suíça e no Brasil.

Os investigados poderão responder, no Brasil, pelos crimes de extorsão (art. 158 do CP) e associação criminosa (art. 288 do CP), cujas penas, somadas, ultrapassam 15 anos de reclusão.

Outras informações poderão ser obtidas na Delegacia de Polícia Federal em Ribeirão Preto, às 15h.

polícia federal e polícia suíça, Ribeirão Preto

Comunicação Social da Delegacia da PF em Ribeirão Preto

Fone: (16) 3238-5215

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist