Polícia Federal apura suposta captação ilícita de sufrágio no norte do Tocantins

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


Araguaína/TO – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (11/11) a Operação Desunidos, com o objetivo de coibir suposta captação ilícita de sufrágio por candidatos no Município de Araguaína/TO.

Aproximadamente 12 policiais federais cumprem três mandados de busca e apreensão no município de Araguaína/TO, expedidos pela 001ª Zona Eleitoral de Araguaína/TO.

A Polícia Federal teve conhecimento de que um vereador estaria prometendo R$ 200, em um grupo de aplicativo de nome Unidos Venceremos, a cada participante que votasse no candidato recomendado.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de associação criminosa, compra de votos e falsidade ideológica eleitoral.

O nome da Operação Desunidos faz alusão ao grupo de aplicativo Unidos Venceremos, em referência ao grupo criado para troca de informações e agenciamento ilícito de eleitores.

A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Tocantins

Contato: (63) 3236-5440
E-mail: cs.srto@dpf.gov.br

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist