Menu...

19 de setembro de 2018

Ex-prefeito é condenado a oito anos de prisão, acusado de pedofilia no Piauí


Hospital de Olhos

O ex-prefeito do município de Sebastião de Barros, Geraldo Eustáquio Machado, o “Geraldo Mineiro” foi condenado a oito anos de prisão em regime semiaberto sob a acusação de estupro de vulnerável. Em 2009, o ex-prefeito estava dando carona para uma criança e pediu para que a menor acariciasse seu órgão genital.

O mandado de prisão foi expedido na última sexta-feira (08) pelo presidente da 2ª Câmara Criminal, desembargador Erivan Lopes. O desembargador afirma que Geraldo Mineiro irá cumprir a pena na Penitenciária Major César Oliveira.

“Na época do crime, a criança estava vindo com o ex-prefeito e a mulher dele para Teresina. A menor possuía leucemia e estava vindo se tratar em um hospital da capital. Ao chegar ela contou aos familiares sobre o estupro e os pais o denunciaram”, afirma o desembargador Erivan Lopes.

O desembargador Joaquim Santana foi relator do processo que condenou Geraldo Mineiro.

Acusação de pedofilia

Geraldo Mineiro possui duas acusações pelo crime de pedofilia. Ambos foram registrados no ano de 2009. O ex-prefeito já havia sido condenado a oito anos de reclusão pelo Tribunal de Justiça do Piauí (TJ/PI) por crime de abuso sexual com abuso de poder contra uma criança de 10 anos.

Os abusos praticados por Geraldo Mineiro contra crianças chamaram a atenção até mesmo do Senado Federal, durante Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia. As duas crianças abusadas sexualmente pelo prefeito foram ouvidas por membros da CPI e o relatório final da comissão dedicou 30 páginas ao caso, revelando em detalhes os abusos.

Fonte: Portal AZ

Tags: , ,

Comente aqui

vel, Phasellus felis dolor. libero in accumsan risus nec leo id, venenatis,