Press "Enter" to skip to content

Ceará registra 29 homicídios em 24 horas durante protestos de militares

Em meio ao motim registrado no estado do Ceará, foram 29 assassinatos em apenas 24 horas. As mortes ocorreram entre as 6h de quarta-feira (19) e 6h dessa quinta-feira, segundo informou a Secretaria Estadual de Segurança Pública.

As mortes têm ocorrido em meio aos protestos de policiais e bombeiros militares que reivindicam aumento salarial, numa série de reivindicações que acontecem desde o final do ano passado.

Entre o dia 1º de janeiro e 18 de fevereiro de 2020, foi registrado no estado uma média diária de seis homicídios, sendo a data mais violenta. No dia 18 de janeiro, foram 17 crimes violentos letais.

Na madrugada desta sexta-feira, foram registrados pelo menos mais dois assassinatos. Em Fortaleza, no bairro Vicente Pinzón, um jovem de 16 anos foi morto a tiros ao ser surpreendido por cerca de sete homens em várias motos. Outra pessoa morreu, e ainda outra ficou ferida, no bairro José Walter durante um tiroteio em uma praça.

Já nesta sexta-feira, um grupo de homens encapuzados fechou a unidade que abriga a base da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e do Batalhão de Ronda e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) em Sobral. Segundo o coronel Colares, comandante do 3º Batalhão de Policiamento de Sobral, os homens secaram os pneus de carros e motos da polícia que estavam na unidade.

Com informações do G1/CE

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *