Posso sair como posso ficar, afirmou Wilson

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

O governador Wilson Martins (PSB) garantiu ao secretariado – na última reunião do ano – que é um “homem feliz e realizado”. Todos sem exceção queria saber uma posição do governador: se ele permanece ou renunciará ao cargo em abril. Em sua fala, Wilson Martins instigou a curiosidade da equipe. “Eu posso ficar como posso sair. Neste momento a vontade é de permanecer, mas a decisão não é só minha”, disse.

Em seu discurso para toda a equipe na Escola Fazendária, o governador deu um tom de que precisa ter segurança de que o projeto será continuado para poder renunciar o cargo. Wilson Martins anunciou que em breve estará lançando um plano de desenvolvimento econômico para os próximos 40 anos. Com o plano, o governador quer a continuidade dos projetos.
O coordenador de Comunicação, Fenelon Rocha, ressaltou a fala do governador no que diz respeito à transparência e gestão planejada. “É um modelo diferente que planeja o Estado a curto, médio e longo prazo”, disse Fenelon Rocha.
Ele confirmou ainda que o governador deu um tom de que pode sair como pode ficar e que é um homem feliz pelas realizações no governo.
Empenho
Antes da reunião, ao falar com imprensa, o governador disse que pediria empenho e que a equipe vestisse a camisa. Ele avaliou o governo e os resultados alcançados este ano. Segundo dados do Sistema de Monitoramento das Ações Estratégicas (Simo), este ano, o Governo desenvolveu 617 ações, entre obras, programas e projetos a um custo de mais de R$ 4,2 bilhões.
Metas 2014
Na reunião, o governador traçou propostas de planejamento para o ano que vem. Em 2014, o governo vai construir quatro barragens, contratar adutora no Litoral e entregar obras de mobilidade urbana, a exemplo do rodoanel de Teresina, ponte Jucelino Kubitschek e duplicação das BRs 316 e 343.
Na infraestrutura, 2014 será o ano para a pavimentação de trechos de estradas. O Governo deve triplicar a recuperação de estradas. Mais de 600 quilômetros serão recuperados, somando a isso mais de 1.300 quilômetros que devem ser construídos em um ano.
Na educação, o novo prédio da Universidade Estadual do Piauí em Picos será inaugurado no primeiro trimestre.
Já para a saúde, a proposta é construir a nova maternidade de Teresina e o novo Hospital Regional de Picos, que já será encaminhado para licitação na próxima segunda-feira (23). Outra meta é adquirir 100 ambulâncias e entregar 10 Unidades Básicas de Saúde.
Fonte: Cidade Verde

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist