TCE-PI reúne gestores de Segurança Pública para discutir impactos da pandemia

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


seg covid TCE-PI reúne gestores de Segurança Pública para discutir impactos da pandemia

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), por meio da Divisão de Fiscalização Especializada (DFESP), apresentou nessa terça-feira (9) o resultado de duas fiscalizações com objeto na área da Segurança Pública. O trabalho foi apresentado pelos auditores do Tribunal aos gestores de Segurança Pública do Estado em uma reunião remota.

A primeira fiscalização versa sobre um levantamento de como a pandemia provocada pelo novo coronavírus afetou a gestão, os profissionais e os serviços prestados pelas corporações de Segurança Pública. A segunda fiscalização foi uma auditoria com objetivo de avaliar a existência e a efetividade das políticas públicas voltadas para a saúde física e psicológica dos profissionais da Segurança.

Segundo o levantamento, disponível no site do Tribunal, os órgãos de segurança não realizaram, formalmente, o mapeamento dos riscos estratégicos advindos da pandemia do novo coronavírus. Também foi narrado que não houve a paralisação dos serviços essenciais, tendo sido acelerado processos tecnológicos que reduzem a burocracia, facilitam/aceleram o atendimento à população e reduzem custos. Aproximadamente 27% dos policiais militares (dados até 27/11/20), 10% dos servidores da polícia civil (dados até 17/09/20) e 25% dos bombeiros militares contraíram Covid-19 (dados até 03/12/20).

O TCE identificou, ainda, que o orçamento atualizado da função 06 – Segurança Pública, considerando a Secretaria de Estado da Segurança Pública, a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros, teve um corte de R$ 60 milhões em relação ao valor consignado na LOA de 2020. Identificou, também, que a Polícia Militar realizou quatro contratações emergenciais cadastradas no Sistema Contratos Web como destinadas ao enfrentamento da Covid-19, porém, não deixou claro se três delas, realmente, foram destinadas a esse fim e, portanto, cumpriram o requisito legal para contratação direta.

A equipe da DFESP 3, composta pelos auditores João Luís Cardoso, Arthur Ribeiro e Rayane Marques, apresentou as fiscalizações realizadas durante a reunião, que contou com a presença da auditora Lívia Ribeiro, do auditor Gilson Araújo, que é o diretor da DFESP, e da auditora Geysa Elane, coordenadora da Comissão Covid do TCE, que fiscaliza os gastos para efrentamento do novo coronavírus.

884b30b6 a994 4268 b024 26f7c1cd93ea TCE-PI reúne gestores de Segurança Pública para discutir impactos da pandemia

Também participaram da reunião o Cel. Rubens Pereira, Secretário de Estado da Segurança Pública; o Cel. Lindomar Castillo, Comandante da Polícia Militar; a delegada Adriana Xavier, representando a Polícia Civil; o Cel. Kléber Soares, representando o Corpo de Bombeiros; Dr. Antônio Nunes, Diretor do Departamento de Polícia Técnico-Científica, e Martinho Rodrigues, servidor da SSP. A promotora de justiça Fabrícia Barbosa, Coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (GACEP), também participou da reunião.

Para ter acesso ao levantamento do TCE sobre o impacto da Covid-19 na Segurança Pública, clique aqui.

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist