Sistema e-Terras dará celeridade aos processos de titulação no estado

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


A equipe do Centro de Geotecnologia Fundiária e Ambiental do Estado do Piauí (CGEO), sob a direção de Grattyelle Teles, apresentou, nessa quinta-feira (28), o e-Terras: Sistema de Gestão de Controle de Doação de Terras, uma ferramenta desenvolvida pelo CGEO exclusivamente para dar celeridade e monitoramento completo dos processos de titulação, integrando todas as ações, documentações e etapas da regularização dos imóveis, atendendo à necessidade tecnológica de interação das equipes operacionais e administrativas do Instituto de Terras do Piauí (Interpi).

Grattyelle Teles explica que o e-terras é “uma plataforma web que congrega as informações dos assentamentos e suas parcelas e das comunidades tradicionais, que estão em fase de regularização fundiária, por meio de doação pelo Governo do Estado/Interpi”.

A diretora do CGEO disse ainda que o sistema permite simplificar e otimizar, com segurança e transparência, as emissões dos títulos definitivos de terra e, “de forma inovadora, estreitar a comunicação entre o Instituto de Terras e os cartórios para agilizar os pedidos de averbações e registro dos títulos dos imóveis doados aos agricultores familiares”.

eterras cgeo semar interpi 02 Sistema e-Terras dará celeridade aos processos de titulação no estado

Equipe gestora do Interpi durante apresentação do novo sistema

O diretor-geral do Interpi, Chico Lucas, festejou o projeto. “A solução foi desenvolvida e coordenada pelo Interpi/CGEO, no âmbito do projeto Piauí: Pilares do Crescimento e Inclusão Social, com o apoio do Banco Mundial”, informou o gestor.

eterras cgeo semar interpi Sistema e-Terras dará celeridade aos processos de titulação no estado

Equipe do CGEO apresenta novo sistema e-Terras para gestores do Interpi

Estiveram presentes ainda, os consultores do CGEO/Banco Mundial Danilo de Sousa Lopes (Geoprocessamento), Marcos Sobral e Lorenzo Cunha (TI), a engenheira Simone Raquel (consultora Interpi/Banco Mundial), Regina Lourdes (diretoria fundiária), Ana Letícia (diretoria de Patrimônio) e Rannyere Tardele (diretor de Operações) e o diretor-geral do Interpi, Chico Lucas.

Fonte: Governo PI

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist