trabalhadores em profissões industriais

Piauí terá de qualificar 51 mil trabalhadores em profissões industriais até 2023

Hospital de Olhos
Publicidade | Somos Notícia

O estado do Piauí terá de qualificar 51.863 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento entre os anos de 2019 e 2023. Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e divulgado nesta segunda-feira (30).

Segundo a coordenadora de Educação Profissional e Tecnológica do SENAI-PI, Sandra Silva, os setores que mais vão demandar mão de obra técnica profissional, nos próximos anos, são de energia e telecomunicações; têxtil; metalmecânica; informática; e profissionais habilitados em profissões transversais, ou seja, que atuam em qualquer segmento, como técnico em eletrotécnica.

A gestora do SENAI afirma que, com essa janela de oportunidades, a capacitação profissional dos jovens, por meio da formação técnica, é importante para melhorar a produtividade e a competitividade das empresas. Ressalta também que a formação técnica é o caminho mais curto para o jovem conseguir colocação no mercado de trabalho.

Clique no banner e faça suas apostas | Somos Notícia

“A educação profissional vai favorecer e facilitar a inserção do jovem no mercado de trabalho, principalmente porque, por parte das empresas, a demanda maior é por profissionais técnicos”, afirmou.

Qualificação profissional

O estudo prevê, ainda, que o Piauí precisará aperfeiçoar a formação de trabalhadores que já estão empregados, com oferta de cursos de qualificação, de carga horária superior a 200 horas, voltados ao desenvolvimento de novas competências e capacidades dos profissionais. As maiores demandas estão nas áreas de metalmecânica; alimentos; eletroeletrônica; confecção e vestuário; e energia e telecomunicações.

Publicidade | Somos Notícia

James Hermes dos Santos, de 63 anos, atua no setor gráfico do Piauí há quatro décadas. Com vasta experiência, ela percebe que a indústria de impressões tem se modernizado cada vez mais, principalmente na digitalização do processos produtivos.

“Hoje nós já não pegamos pessoas para formar dentro da empresa como era antigamente. Ou o profissional vem qualificado ou não tem emprego. Ele não vai para dentro da gráfica sem conhecimento”, salientou.

O Mapa do Trabalho Industrial mostra, ainda, que entre as ocupações que exigem cursos de qualificação técnica de carga horária menor de 200 horas e que mais vão demandar profissionais capacitados no Piauí, estão logística e transporte; alimentos; transversais; metalmecânica; e construção.

Os jovens que tiverem interesse em uma dessas áreas podem acessar o site fiepi.com.br/senai ou comparecer a uma das unidades do SENAI no estado. Mais informações podem ser consultadas pelo telefone (86) 3218 3000.

Fonte: Agência do Rádio

Publicidade | Somos Notícia
Publicidade | Somos Notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *