MPPI expede notificação com orientações e recomendações sobre reajuste dos planos de saúde

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


O Ministério Público do Piauí, por intermédio da 32ª Promotoria de Justiça de Teresina, com atuação na defesa dos consumidores, expediu notificação às operadoras de planos privados de assistência à saúde com atuação em Teresina. O intuito é orientar sobre a adoção das providências recomendadas para a recomposição dos reajustes suspensos em 2020, por conta da covid-19.

Em 2020, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou a suspensão da aplicação dos reajustes anuais e por mudança de faixa etária dos planos de saúde, no período de setembro a dezembro de 2020. Os valores do reajuste serão cobrados a partir de janeiro de 2021, sendo diluídos em 12 parcelas mensais de valores iguais.

As recomendações do MP alertam aos planos de saúde sobre a necessidade de garantir o cumprimento do dever de informação previsto no artigo 6º, III, do Código de Defesa do Consumidor. Ou seja, os valores referentes à recomposição do reajuste deverão ser informados de forma clara nos boletos ou faturas para que os contratantes saibam sobre o que estão sendo cobrados.

Desse modo, o Ministério Público do Piauí expediu notificação recomendatória às operadoras de planos privados de saúde para que esclareçam a importância das parcelas referentes à recomposição dos reajustes suspensos nos boletos ou documentos de cobrança, bem como informem o número de parcelas da recomposição. Os documentos são de autoria da promotora de Justiça Maria das Graças do Monte Teixeira.

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist