Hemodinâmica do HGV ampliou atendimentos mesmo com a pandemia

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


Mesmo diante do atual quadro de pandemia da Covid-19, o Serviço de Hemodinâmica do Hospital Getúlio Vargas (HGV) encerrou o ano de 2020 com um número maior de atendimentos em relação a 2019. Foram 1.167 procedimentos de janeiro a dezembro do ano passado contra 1.060 registrados no período anterior.

Os procedimentos mais realizados foram os de arteriografia (308), angioplastia (190), embolização de aneurisma cerebral (166), cateterismo cardíaco (114) e aortografia de abdômen (50). Alguns deles somente são feitos pelo HGV na rede pública de saúde do estado, como é o caso das embolizações de aneurisma cerebral.

HEMODIN%C3%83MICA HGV 1 Hemodinâmica do HGV ampliou atendimentos mesmo com a pandemia

¨O serviço é credenciado para o tratamento de doenças cardiovasculares e neurológicas. Atendemos pacientes do Ambulatório Integrado do próprio HGV e também de outros hospitais ¨, explica o cirurgião vascular Martônio de Assunção, coordenador do serviço.

Ele acrescenta que os atendimentos acontecem respeitando os protocolos e todas as medidas de segurança, conforme as determinações das autoridades sanitárias.

O diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, destaca que a meta é ampliar o volume cirúrgico em todas as áreas este ano. “Vamos montar estratégias para ampliar o número de cirurgias como a realização de mutirões e ocupar todos os espaços existentes no centro cirúrgico”, explica o gestor.

“Mesmo em um cenário de pandemia, o HGV se destacou em uma área tão importante que é a hemodinâmica, um serviço de excelência oferecido pela rede pública e que deve ser ampliado”, destaca Pablo Santos, presidente da Fepiserh, autarquia que gerencia o HGV.

Fonte: HGV
Fonte: Governo PI

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist