Governo do Estado homologa vencedores de dois lotes da licitação da PPP das Miniusinas

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

O Governo do Estado, por meio da Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc), já homologou os vencedores de dois dos quatro lotes da licitação do projeto de Parceria Público-Privada (PPP) que prevê a construção de oito Miniusinas de Energia Solar em cidades piauienses. Além da economia e dos ganhos ambientais, essa parceria vai tornar os órgãos da administração pública estadual autossuficientes na geração e abastecimento de energia.

A sessão de licitação foi retomada nessa segunda-feira (5), após o cumprimento de prazo para a análise de recursos das empresas participantes. Cada lote é composto por uma miniusina em terreno público e uma em terreno particular. O lote 1 prevê a construção de uma miniusina em imóvel público na cidade de Caraúbas do Piauí e outra miniusina em imóvel privado, em cidade a ser definida após a assinatura do contrato. Esse lote foi arrematado pelo Consórcio Energia Sustentável do Piauí, composta por empresas de São Paulo e do Distrito Federal e prevê um investimento de R$ 40.949.946,04.

O lote 2 refere-se à construção de uma miniusina em imóvel público na cidade de Cabeceiras do Piauí e uma miniusina em imóvel privado em cidade a ser definida posteriormente a assinatura do contrato. A vencedora foi o Consórcio GM-Energia, composto por empresas de São Paulo e Pernambuco e prevê um investimento de R$ 32.821.417,99.

Os envelopes para os outros dois lotes que compõem a licitação devem ser abertos após cumprir o prazo de recursos. A previsão é que a conclusão da licitação para os outros dois lotes aconteça ainda neste mês de outubro.

A PPP das Miniusinas vai resultar em uma economia de mais de R$ 7 milhões por ano nos gastos do Estado com energia elétrica. Serão construídas oito miniusinas com capacidade de produção de 5Mw, cada. Essa energia será injetada na rede da concessionária Equatorial e será implantado um sistema para gerenciar e compensar a energia produzida e a consumida pelos órgãos da administração estadual. A previsão total de investimentos da iniciativa privada no projeto é de cerca de R$ 175 milhões, ao longo de 25 anos de contrato.

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist