Menu...

21 de setembro de 2019

Foto: Clésio Mendes

Equatorial Piauí alerta sobre aumento de queimadas; 804 focos ativos, só em agosto


Hospital de Olhos

O período mais quente no Piauí, conhecido como B-R-O-BRO, está se aproximando. Com ele, há o aumento de queimadas e a intensificação de massa de ar seco e quente.

Levantamentos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam que, somente no Piauí, foram detectados 561 focos ativos de queimadas durante o mês de julho. O mês de agosto já tem registrados 804 focos em todo o Piauí.

A Equatorial Piauí assegura em seu site a necessidade real de todos estarem atentos à prática das queimadas. Em um levantamento realizado em 2018, a empresa registrou 508 ocorrências de queimadas próximas a redes elétricas, deixando mais de 40 mil clientes prejudicados com as interrupções no fornecimento de energia.

De acordo com o eletrotécnico e consultor da Equatoial Piauí, Gilvan Monteiro,as queimadas causam danos a cabos e postes do fornecimento de energia.

“O calor que emana das queimadas pode danificar cabos, estruturas de rede, causando curtos-circuitos e prejudicando o fornecimento de energia em diversas regiões (rurais e urbanas) podendo atingir escolas, hospitais, além de prejudicar a saúde da população da região atingida’’, destaca.

Em algumas circunstâncias, segundo ele, a prática é crime e deve ser denunciada pela população. ‘’Ressaltamos que a prática de queimada em específicas circunstâncias é proibida pela Lei Nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998 (Lei de Crimes Ambientais), que relata os casos de crimes conta fauna, flora poluição, dentre outros.”

Publicidade | Somos Notícia

A população em geral pode entrar em contato acionando o Corpo de Bombeiros do Piauí através do fone 193 e também acionar a Equatorial Piauí, caso sejam identificados incêndios próximos à rede elétrica, por meio do telefone 0800 086 0800.

Confira algumas dicas de como evitar esses acidentes:

  • Não jogue pontas de cigarro acesas às margens de rodovias ou próximo a qualquer tipo de vegetação;
  • Evite acender fogueiras na época da estiagem (período mais seco da região)
  • Apague com água as cinzas de fogueiras para evitar que o vento leve as brasas para as matas e não coloque fogo em terrenos baldios ou lixões;
  • Evite realizar queimadas próximas à armazéns que contenham inflamáveis;
  • A prática de queimadas próximas à subestações, postes, linhas de transmissão pode prejudicar milhares de pessoas. Evite!
  • Caso realize queimadas com autorização na região rural, utilizar-se do aceiro como prevenção para evitar maior propagação do fogo no entorno do terreno e verificar outras variáveis referente ao terreno.

Com informações da Equatorial Piauí

Publicidade | Somos Notícia
Publicidade | Somos Notícia

Tags: