Entrega de chips amplia participação de alunos em atividades escolares no Piauí

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

Com o ensino remoto, as escolas transferiram o ambiente da sala de aula para o espaço virtual, adaptando as diferentes realidades dos alunos em busca do objetivo comum: não deixar nenhum aluno para trás. Na Unidade Escolar Dr. Barroso, no município Dirceu Arcoverde, localizado a 680 quilômetros de Teresina, a equipe gestora utiliza como estratégia para alcançar todos os estudantes o projeto Diário de Bordo.

A proposta visa ao acompanhamento das atividades síncronas como uma viagem do conhecimento durante o período de ensino remoto tendo como base a observação, imaginação e adaptação dos estudantes no processo de assimilação do ensino.

A Unidade Escolar Dr. Barroso propôs aos 176 alunos a atividade partindo da ideia de que estarão, neste tempo de pandemia, fazendo uma viagem espacial em busca do conhecimento para se adaptarem ao novo mundo. A escola comprou cadernos para todos os alunos e está padronizando-os para as atividades, como explica a diretora Maristela Café.

“Durante a viagem, em todas as aulas síncronas eles registram o que observaram, colocam a data, tema da aula. Além disso, o projeto propõe que, durante o percurso do ano letivo, eles leiam muitos livros de seu interesse, onde cada exemplar será um planeta visitado e o visitante deverá relatar o que viu nesse planeta. No final, o tripulante que visitar mais planetas, isto é, ler mais livros, será premiado pela escola e receberá uma condecoração de Astronauta do Ano”, destacou a gestora.

WhatsApp Image 2021 02 09 at 08.25.51 Entrega de chips amplia participação de alunos em atividades escolares no Piauí

O projeto Diário de Bordo abrange a todas as disciplinas e é destinada às atividades que são videoaulas, apresentações no Google Meet, de vídeos, filmes, áudios, nas quais eles precisam marcar participação assistindo e observando o que o professor definiu nos objetivos de sua atividade proposta naquela apresentação.

Entrega de chips

Uma das ferramentas importantes para a realização do projeto foi a entrega dos chips que possuem tecnologia 4G e pacote de dados de 20 giga mensal, disponibilizados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) para que os alunos tenham acesso aos conteúdos educacionais.

Mais de 180 mil chips foram entregues aos estudantes da rede pública com o objetivo de garantir aos estudantes matriculados na rede estadual de ensino o acesso à internet diante do cenário de pandemia e de aulas remotas.

No município, a entrega dos chips transformou o comportamento dos alunos em relação às aulas remotas e intensificou a participação nas atividade propostas em sala virtual.

“O aplicativo tem facilitado muito o contato entre professores e alunos. Percebemos que o interesse os alunos aumentou, porque a internet é de qualidade e eles conseguem alcançar seus objetivos nas aulas propostas pelos professores, como videoaulas, salas virtuais, baixar material em PDF. A Seduc está de parabéns com o apoio tecnológico que vem oferecendo aos nossos alunos”, afirmou Maristela Café.

Fonte: Governo PI

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist