Divisa avalia HGV com 95,2% de conformidade nas práticas de segurança do paciente

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


O Hospital Getúlio Vargas (HGV) foi classificado com 95,2% dos padrões atendidos nas práticas de segurança do paciente pela Diretoria de Unidade de Vigilância Sanitária Estadual (Divisa). O resultado foi divulgado, nessa quarta-feira (13), por meio do Relatório de Avaliação das Práticas de Segurança do Paciente 2020.

O diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, explica que “esse resultado mostrou que estamos cumprindo mais de 95% de todos os requisitos de cuidados com o paciente. Isso mostra o compromisso que o HGV tem com seus pacientes, conforme foi confirmado com a vistoria da Vigilância Sanitária”.

paciente seguro 3 Divisa avalia HGV com 95,2% de conformidade nas práticas de segurança do paciente

A avaliação foi realizada baseada em  indicadores de estrutura e processo, baseados na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) n° 36/2013, que institui ações para a segurança do paciente em serviços de saúde.

Segundo o documento da Divisa, “a participação do HGV nesse processo de avaliação contribuiu para sedimentar a cultura de melhoria contínua nas instituições de saúde, algo primordial para a garantia de um cuidado seguro”.

paciente seguro 2 Divisa avalia HGV com 95,2% de conformidade nas práticas de segurança do paciente

A coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente, Nirvania Carvalho, explica que é o segundo ano consecutivo que o HGV atinge 95% de conformidade relacionados às práticas de segurança do paciente. “Isso demonstra que o hospital vem mantendo seus protocolos de forma contínua, além do monitoramento dos indicadores. É o resultado do trabalho de uma equipe engajada na segurança do paciente”, afirma a enfermeira.

O diretor-técnico da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), Ítalo Rodrigues, comenta que a segurança do paciente envolve ações promovidas pelo hospital e pela fundação para reduzir, a um mínimo aceitável, o risco de dano desnecessário associado ao cuidado de saúde. “Nosso objetivo principal é evitar danos aos pacientes e reduzir quaisquer possíveis consequências negativas de um atendimento”, conta o gestor.

Paciente seguro Divisa avalia HGV com 95,2% de conformidade nas práticas de segurança do paciente

Fonte: Governo PI

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist