Agespisa é multada em R$ 650 mil e governo propõe subdelegação à Prefeitura de Teresina

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

Antes de viajar para os Estados Unidos, o governador Wellington Dias (PT), pediu à equipe para agilizar o processo de transição da Agespisa (Águas e Esgotos do Piauí S.A). O governador convocou reunião com as pastas referentes à empresa, que já foi multada em R$ 650 mil por não cumprimento de metas com a Prefeitura de Teresina.

O prefeito Firmino Filho (PSDB) informou ao Cidadeverde.com que o governo do Estado apresentou uma proposta de criação de subdelegação para gerir a água e esgoto no município.

“A Agespisa enviou um estudo para a Prefeitura e está sendo analisado pelos nossos técnicos. Eles (os técnicos da prefeitura) pediram informações adicionais para formarmos uma posição definitiva. A ideia geral é de uma redefinição do sistema de esgotamento sanitário do Estado do Piauí. O instituto vai passar a ter o comando de todo o processo e a execução ficará dividia entre Agespisa e as prefeituras”, informou Firmino Filho.

0% de metas cumpridas

O presidente da Agência Reguladora de Serviços de Teresina, Paulo Vilarinho, informou que a Agespisa não cumpriu nenhuma meta em Teresina nos últimos três anos e foi multada em R$ 650 mil.

“Não cumpriu nada, nenhum meta, por isso aplicamos duas multas a empresa. Uma de R$ 50 mil e outra de R$ 600 mil. Por isso, no pedido de reajuste de tarifa, solicitamos que a empresa apresentasse um cronograma de metas como o funcionamento da Estação de Tratamento de Água na Santa Maria da Codipi, que assuma o abastecimento de água dos povoados e que seja reformada a estação de tratamento de esgoto da zona Leste”, informou Paulo Vilarinho.

Autorização da PPP
Segundo Paulo Vilarinho, a proposta da Agespisa é ter uma sudelegação para administrar a área urbana com participação da iniciativa privada e assumir o abastecimento da zona rural.

“Com a subdelegação, a Agespisa repassaria o serviço da zona urbana para a iniciativa privada e isso somente com autorização da prefeitura sobre a Parceria, Público Privado”.

Segundo a prefeitura, a empresa deveria entregar este ano mais de 60% do sistema de esgoto em Teresina. Atualmente, somente 17% da capital tem residências com ligação de esgoto.

“O prazo que a Prefeitura quer é que no início de 2016 seja definitivo a subdelegação e as ações estejam em andamento”.
A direção da Agespisa informou ao Cidadeverde.com que não tem conhecimento das duas multas – somadas são R$ 650 mil – e que ainda não foi notificada.

Fonte: Yala Sena / Cidade Verde

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist