Tribunal do Júri Popular de Timon condena homem a 49 anos de prisão por feminicídio e ato libidinoso

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

O Tribunal do Juri Popular de Timon decidiu nessa terça-feira (22) pela condenação de Francisco das Chagas do Nascimento Silva a 49 anos e 5 meses de reclusão por crimes de feminicídio e ato libidinoso contra duas mulheres, e ainda por tentativa de feminicídio.

A investigação apontou que no dia 16 de maio de 2016 o réu utilizando-se de uma faca tentou roubar celulares das vítimas e como elas não tinham, o acusado decidiu por forçar a primeira a praticar ato sexual e depois a matou com golpes de faca. Da mesma forma, tentou matar em seguida a segunda vítima.

Francisco das Chagas, segundo a decisão do Tribunal do Júri, foi condenado pelo homicídio qualificado de M. A. S., por motivo torpe e mediante recurso que não possibilitou a defesa da vítima.

O crime também foi qualificado como feminicídio, por razões da condição de sexo feminino da vítima e de a constranger mediante violência ou grave ameaça, a praticar ato libidinoso.

Em relação à segunda vítima, o réu vai responder por tentativa de homicídio e ainda por constrangimento da vítima, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou ato libidinoso (artigo 121, parágrafo 2º, incisos I, IV e VI combinado com artigo 14, inciso II e artigo 213 do Código Penal).

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist