Menu...

22 de setembro de 2018

Com 90% do acervo destruído, reconstrução do Museu Nacional vai custar R$ 15 milhões


Hospital de Olhos

A reconstrução do Museu Nacional vai custar R$ 15 milhões, pois 90% do acervo queimou no incêndio na madrugada de ontem. A informação é da vice-diretora do Museu, Cristiana Serejo.

“O valor seria para a parte estrutural, uma vez que o que foi perdido é insubstituível”, ressalvou ao dizer que o orçamento vem caindo desde 2015, passando de R$ 514 mil para R$ 314 mil.

“Sobrou parte do acervo dos invertebrados, o setor de vertebrados e botânica. Foram retiradas algumas cerâmicas, peças minerais e os meteoritos, talvez uns 10%”, estimou Cristiana. “A gente estava preocupado com incêndios. Tivemos problemas de falta de verba e de burocracia.”

Os detectores de fumaça, que poderiam evitar a tragédia, não funcionaram. Não havia porta anti-incêndio nem sprinklers e nem seguro contra incêndio, o acervo também não estava segurado.

A última restauração da fachada ocorreu em 2007 com verba da Petrobras, mas os recursos foram sendo minguados nos últimos anos em razão da crise.

O fóssil de Luzia, o mais antigo das Américas, está ainda sem informações, segundo Cristiana. Um caixa onde ficava o crânio não foi ainda localizada. As múmias egípcias queimaram e também o setor de entomologia, mas o laboratório de Paleontologia ficou intacto.

A vice-diretora acredita que a possibilidade é de reprodução das imagens que foram incendiadas com impressoras 3D. As verbas estão sendo pleiteadas não somente no governo federal, junto a empresas e também no exterior.

Tags:

Comente aqui

id ut porta. mattis sem, quis et, mi, non